O Valencia CF é um dos clubes mais importantes de Espanha. O clube valenciano, atual vencedor da Copa do Rey, quarto classificado da última La Liga e apurado para a fase de grupos da Liga dos Campeões, quer continuar a cimentar a sua posição, procurando uma época ainda mais superior em relação à última.

A verdade é que a época ainda não arrancou e os contratempos e problemas já começaram no Mestalla. Estalou o verniz entre o principal dirigente do clube, Mateu Alemany, e o dono, Peter Lim, o que mergulhou o clube num período de instabilidade e grande incógnita neste arranque de temporada. O motivo era Lim querer tirar alguns poderes ao dirigente e treinador, no que toca a contratações. Alemany, homem forte do clube, ameaçou a saída, com o apoio do treinador Marcelino Toral, que também cogitou a demissão. Sendo que um grupo importante de jogadores também ameaçaram a saída, caso Toral não continuasse.

Soaram os alarmes, muito se escreveu, mas, pelo menos até ver, ficou tudo sanado. Alemany reuniu com Lim e chegaram a um acordo que permitiu o clube anunciar a continuidade de toda a estrutura técnica e diretiva das últimas épocas, o mesmo é dizer, que Alemany manteve os seus poderes e Toral continuará a ter muita influência na escolha de jogadores.

O clube não conquistava a Copa do Rey desde 2007
Fonte: Valencia CF

Depois de uma das melhores épocas da última década do Valencia CF, a pressão e expetativa são outras. Procurar entrar no top três de La Liga e chegar pelo menos aos quartos de final da Liga dos Campeões, não esquecendo a procura da dupla conquista da Copa, são metas muito ambiciosas que, a serem alcançadas, superariam a temporada transata.

A nível de plantel, o Valencia CF terá um novo dono da baliza. Neto seguiu para o FC Barcelona e Jasper Cillessen rumou para o Mestalla. Esta foi a grande movimentação, até ao momento, dos Che no mercado, a par da aquisição do possante ponta de lança uruguaio Maxi Gómez. Quanto a saídas, surpreende a perda de Santi Mina, muitas vezes titular, deixava normalmente a sua marca nos jogos, sendo um grande talento que sai pela porta pequena do clube.

Guedes é uma das figuras da equipa e irá a cumprir a terceira época no clube
Fonte: Valencia CF

Para objetivos tão altos, esperam-se ainda muitas novidades na construção do plantel, sobretudo agora que Alemany e Lim fizeram as pazes (o desentendimento atrasou e muito a época da equipa).  Urgentemente, a equipa precisa de reforçar o meio campo com um médio mais criativo (só Parejo não chega), para a defesa Otamendi poderá regressar ao clube e, a confirmar-se, seria um titularíssimo e um super reforço, e precisa, sobretudo, de mais profundidade no plantel. Precisam de qualidade, mas também mais quantidade, já que o plantel parece curto para disputar uma Liga dos Campeões, uma Liga Espanhola e defender o título de campeão da Copa do Rey.

O Valencia CF inicia a época dia 17 deste mês, recebendo na primeira jornada de La Liga a Real Sociedad, sendo que a equipa apresenta um atraso considerável de preparação, no que toca aos retoques necessários no plantel. Esperam-se muitas novidades em Mestalla…

Foto de Capa: Valencia CF

artigo revisto por: Ana Ferreira

Comentários