Arsenal pagou caro as falhas da primeira mão e permitiu que o Atlético de Madrid se qualificasse. Num jogo chato de se ver mas muito técnico, o Atlético carimbou a passagem para a final em Lyon.

A partida ficou marcada pela lesão de Koscielny que se aleijou sozinho mas obrigou Arsène Wénger a gastar uma substituição numa altura bastante inicial do encontro. No entanto, o decorrer da primeira parte mostrou que estas equipas são realmente muito equiparadas num duelo muito equilibrado com o Atlético Madrid a fazer o que faz melhor, que é a gestão do resultado. Essa paciência do Atlético acabou por compensar e nos últimos minutos da primeira parte num lance de ataque rápido, Griezmann assiste Diego Costa que deixa os “colchoneros” em vantagem.

Diego Costa abriu o marcador ainda na primeira parte do encontro
Fonte: Club Atlético Madrid

A segunda metade do jogo foi mais do mesmo. O Atlético a jogar com inteligência e a fazer a gestão do resultado de forma eficiente enquanto que o Arsenal tentava chegar à igualdade, mas sem muito resultado. Este jogo não foi muito produtivo para a equipa londrina que viu todas as suas oportunidades negadas. Uma partida interessante de analisar mas chato de se ver.

As equipas anulavam-se bastante, foi um jogo bastante técnico, mas com pouca ação e lances marcantes. No fim, a vitória acabou mesmo por ser dos “colchoneros” que vão assim à final da liga Europa. Final essa que é a quarta presença europeia de Simeone no encargo do Atlético Madrid.

Anúncio Publicitário