É já esta quinta-feira que o SC Braga inicia a sua campanha na Liga Europa. Quis a sorte, ou não, que o primeiro embate fosse frente à equipa estrangeira com mais portugueses no plantel: o Wolverhampton Wanderers. Para além da formação inglesa, os Arsenalistas lutarão com os turcos do Besiktas e ainda com o Slovan Bratislava por uma vaga na próxima fase da competição.

Após um inicio de época tremido – com três derrotas nos primeiros cinco jogos da Primeira Liga – a equipa liderada por Sá Pinto vai em busca de um começo diferente nas competições europeias. Pelo caminho vai encontrar uma equipa que tem tido um percurso semelhante na Premier League – com três empates nos primeiros cinco jogos, mas sem qualquer vitória até ao momento. Por isso, será um jogo onde ambas as equipas vão querer mostrar o seu real valor e reverter esta fase menos positiva.

DEPOIS DO DESAIRE EM SETÚBAL, ACREDITAS NUMA VITÓRIA DOS BRACARENSES? DIZ-NOS E APOSTA JÁ!

A jogar em casa, diante dos seus adeptos, a equipa comandada por Nuno Espírito Santo não costuma ser presa fácil para os seus oponentes. Uma formação que se adapta bem aos jogos em que os adversários assumem a posse, aproveitando as falhas na construção para sair em transições rápidas, terá neste jogo um desafio diferente: controlar a partida. Este facto deve-se não só à pressão que tem para ganhar o jogo, mas também para, em sua casa, mostrar uma faceta diferente daquela que tem mostrado nas competições internas.

Irá ser um duelo entre treinadores portugueses onde Sá Pinto comandará as cores da equipa portuguesa
Fonte: SC Braga

O SC Braga entrará em campo também pressionado pelos últimos resultados e, certamente, com o desejo de alterar esta situação. Para isso, terá de ser uma equipa sólida defensivamente e de aproveitar ao máximo os erros do adversário. Apesar da urgência de bons resultados, os “Gverreiros” do Minho sabem da qualidade do seu oponente e que este é, em perspetiva, o jogo mais complicado do grupo, por isso qualquer que seja o desfecho da partida, importa destacar que esta é só a primeira jornada.

Falando sobre os pontos a favor e contra que cada equipa pode ter à partida, é de realçar a vantagem que a formação dos Wolves tem pelo facto de a sua equipa ser constituída por uma equipa técnica portuguesa e por um grande número de jogadores lusos ou que já passaram pela Primeira Liga. Tal como referiu Adama Traore numa entrevista recente ao site do clube, este fator traz-lhes um maior conhecimento sobre o campeonato português e sobre a equipa do SC Braga.

Apesar deste conhecimento que o Wolverhampton possui, se falarmos de experiência, a balança tende a pender para o lado da equipa portuguesa. Finalista vencido desta competição na época de 2010/11, a experiência do SC Braga contrasta com a inexperiência dos ingleses que há trinta e nove anos não marcavam presença nas competições europeias.

O jogo que contará com a arbitragem do dinamarquês, Jakob Kehlet, será disputado no Estádio Molineux às 20h portuguesas.

Foto de Capa: Wolverhampton Wanderers

 

 

Comentários