Anterior1 de 4Próximo

Quarta-feira, dia de Champions League, mas com um jogo de Liga Europa no cartaz. O Vitória, por razões que envolvem a segurança e a mobilização policial, recebeu em dia atípico o Arsenal, em jogo da quarta jornada do grupo F.

O jogo começou a um ritmo frenético. O Arsenal chegou primeiro à baliza dos conquistadores, com Martinelli a desviar ligeiramente ao lado do poste de Douglas.

O Vitória respondeu ao sétimo minuto com uma bomba de Pêpê do meio da rua a embater com estrondo no poste da baliza de Emiliano Martínez. O Vitória continuava em cima dos ingleses e Emiliano Martínez teve de se esticar para defender um remate potente de Lucas Evangelista nos minutos seguintes. O guarda-redes argentino era mesmo a figura da partida nestes primeiros minutos e aos 18′ defendeu um cabeceamento de Tapsoba já na pequena área, quando o jogador natural do Burkina Faso aparecia completamente isolado.

O Vitória ameaçou a baliza do Arsenal, mais uma vez, aos 25′ através de Davidson. Depois de um livre cobrado por Lucas Evangelista, Davidson ficou com o ressalto, olhou, esperou e colocou, mas a bola saiu ao lado.

Em toda a primeira parte o Vitória rodeou a baliza arsenalista, não conseguindo, ainda assim, chegar ao intervalo em vantagem, apesar de o merecer.

O alemão abriu o marcador aos 80 minutos de jogo
Fonte: Arsenal FC

O Arsenal entrou impetuoso na segunda parte mas sem criar grandes oportunidades de perigo. Aliás, de nenhuma das partes surgiram grandes situações iminentes para se desfazer o nulo no marcador.

Apesar disso, onulo foi mesmo desfeito pelo Arsenal aos 80 minutos de jogo. Pépé marcou um livre à esquerda, Mustafi saltou sozinho e cabeceou, de cima para baixo, como mandam as regras, para o fundo da baliza de Douglas.

Mas o Vitória, depois de 90′ de sacrifício e luta, sabia que merecia melhor desfecho e, já nos últimos instantes do encontro, Edwards avançou pela direita, cruzou para a área, a bola sobrou para Bruno Duarte que, num pontapé de bicicleta de alta classe, enviou o esférico para o fundo das redes e empatou a partida.

O Vitória ganhou nova vida com o golo e, antes do apito final, ainda teve uma bola ao poste da baliza inglesa e uma que passou muito perto da baliza de Martínez. A remontada esteve à vista mas no final do encontro registou-se o empate, resultado desajustado perante a luta e vontade vitorianas demonstradas no Afonso Henriques.

ONZES INICIAIS E SUBSTITUIÇÕES:

VITÓRIA SC : Douglas; Víctor García, Venâncio, Tapsoba, Rafa Soares; Pêpê (61′ Poha), Agu, Evangelista (82′ Bonatini); Edwards, Bruno Duarte, Davidson (67′ Rochinha)

ARSENAL FC : Emiliano Martínez; Mustafi, Sokratis, Rob Holding; Tierney, Ceballos (64′ Guendouzi), Willock (78′ Torreira), Maitland-Niles; Pépé, Martinelli, Saka (65′ Lacazette)

Anterior1 de 4Próximo

Comentários