ligue 1

Já era de esperar que o regresso de El Louco fosse agitar o futebol. Nem dito, nem feito, Marcelo Bielsa voltou ao activo e o banco do Marselha foi o local escolhido. Depois de duas épocas a agitar o campeonato espanhol, ao serviço do Athletic de Bilbao, já se esperava uma mudança de rumo num Marselha que precisava mesmo de um “louco” para fazer esquecer a amargura da última época.

Com um projecto ambicioso no pensamento, Bielsa aceitou comandar as tropas do Marselha mas, logo de início, uma polémica em torno da política de reforços fez abanar o clube e inquietar os adeptos. Isto aconteceu quando em declarações aos meios de comunicação social chegou a informação de que os reforços pretendidos por Marcelo Bielsa para restruturar a equipa (Tello, Medel, Ocampos, Coke, Isla, Montoya, etc), nunca chegaram. Em vez de receber nomes da sua lista, chegaram ao Marselha jovens promessas do futebol mundial como Dória, defesa central brasileiro, ou Michy Batshuayi, promessa belga que chegou a ser associado ao Benfica. Como se ainda não bastasse não ter recebido os reforços pretendidos, o treinador argentino viu-se sem uma das estrelas da equipa, o experiente extremo Valbuena, que rumou ao Dínamo de Moscovo.

Apesar de não ter os reforços que queria, de ter perdido jogadores importantes e de se ver envolvido num projecto que não o originalmente concebido, Bielsa afirmou estar de pedra e cal no Marselha. E assim chegou o início da época, que não poderia ter começado de melhor forma: 16 pontos em 7 jogos permitiram ao Marselha entrar na 8.ª jornada com liderança isolada no campeonato.

Marcelo Bielsa é o grande responsável pelo bom arraque do Marselha na Ligue 1  Fonte: eurosport.fr
Marcelo Bielsa é o grande responsável pelo bom arraque do Marselha na Ligue 1
Fonte: eurosport.fr

Bielsa conseguiu potenciar cada jogador ao ponto de transformar Gignac no matador de serviço. Um ponta-lança que nunca conseguiu afirmar-se como goleador e que o treinador argentino transformou em “abono de família”. O ponta de lança francês de 28 anos parece estar a atravessar o seu melhor momento de forma e já é o melhor marcador da Ligue 1 com oito golos em sete jogos, contando com mais tentos do que muitos outros nomes sonantes e dos quais se esperava mais neste inicio de campeonato, como Cavani ou Ibrahimovic.

Anúncio Publicitário

No final de contas, Bielsa voltou ao mundo do futebol para mais uma vez dar uma lição aos grandes clubes. No passado com o Athletic, actualmente com o Marselha. O experiente argentino continua a mostrar que não precisa de grandes orçamentos para meter uma equipa sua a ganhar. No meio disto tudo ninguém deve de estar mais feliz do que os adeptos do Marselha, que, com toda a certeza, vêem em Bielsa a possibilidade de o clube voltar ao topo do futebol francês e voltar a disputar a Liga dos Campeões ao mais alto nível.

Comentários