Cabeçalho Futebol Internacional

Patrice Evra jogador do Marselha que no passado dia 02 de Novembro, viu a sua carreira ficar manchada após uma agressão a um adepto, poderá mesmo deixar o futebol.
O Olympique de Marselha estava em Portugal para defrontar o Vitória SC de Guimarães para a liga Europa. Ainda antes do jogo, surgiram conflitos entre jogadores do clube francês e adeptos do mesmo, tendo existindo agressões e inclusive um adepto do clube precisou mesmo de receber tratamento hospitalar.

No centro da polémica estava Evra, após ter rematado uma bola contra a bancada do Marselha e respetivos adeptos,  ainda se mete nos desacatos e desfere um pontapé na cabeça a um dos adeptos do seu próprio clube, sendo depois afastado pelos colegas do recinto. Como consequência dos acontecimentos, Evra foi expulso do encontro mesmo antes deste começar por conduta anti-desportiva e foi dispensado do clube que representava.

Ninguém ficou bem nesta “fotografia”, nem os adeptos que têm criticado a recente forma de Evra, tendo-o insultado e pedindo o afastamento do mesmo, nem o jogador que com 36 anos de idade, internacional pela seleção francesa diversas vezes e com um palmarés de títulos bastante aliciante, já devia ter a experiência para lidar com situações como estas e não se deixar levar pelos ânimos exaltados.

Pontapé de Eric Cantona a um adepto do Crystal Palace Fonte: The Telegraph
Pontapé de Eric Cantona a um adepto do Crystal Palace
Fonte: The Telegraph

Eventos como este não são novos no futebol e este em concreto faz lembrar o mítico “ Kung Fu Kick” que Eric Cantona enquanto jogador do Manchester United deu a um adepto a meio do jogo frente ao Crystal Palace em 1995.

Os jogadores de futebol e as comitivas devem ser os primeiros a promover o “fair-play” e a ter boa conduta com todos os órgãos envolventes no futebol, quer sejam árbitros, jogadores ou adeptos. Só assim esse espírito é canalizado para a massa associativa e confrontos como estes podem ser evitados.

Foto de Capa: The Daily Star

Comentários