O FC Girondins de Bordeaux de Paulo Sousa teve um arranque de época tremido mas o sabor da esperança parece ter vindo à tona após a vitória sobre o Dijon FCO no último fim-de-semana. O treinador português foi contratado pelo clube francês na temporada transata, não conseguindo melhor que um tímido 14º lugar na Ligue 1. Se o final da época passada não foi promissor, o início da nova época também não o tem sido, mas Paulo Sousa espera conseguir um lugar na primeira metade da tabela e voltar a apaixonar os exigentes adeptos “girondinos” pela sua equipa.

A verdade é que o mercado de transferências não foi abonatório para Paulo Sousa, que reiterou sempre a esperança de contar com os reforços necessários para compor o plantel, algo que não sucedeu. É caso para dizer que o defeso do Bordéus se traduziu por “muita parra e pouca uva”, com a aquisição sonante de Koscielny, antigo defesa do Arsenal FC, a ser uma miragem no deserto de contratações pouco eficazes, ainda para mais quando o clube perdeu neste defeso habituais titulares como Koundé, Lerager e Youssouf.

Koscielny foi o grande reforço de Paulo Sousa para esta época
Fonte: FC Girondins de Bordeaux

Depois de uma derrota e um empate nos dois primeiros jogos da Ligue 1, Paulo Sousa foi alvo de forte contestação por parte de adeptos e até patrocinadores do clube, o que motivou uma defesa pública do treinador por parte da administração do Bordéus. A mensagem dos dirigentes “girondinos” foi clara: deixem este Bordéus de Paulo Sousa “respirar” porque ainda precisa de tempo para estar próprio para consumo. Uma missiva com duplo sentido, quer como reforço de confiança interno nas capacidades do técnico português, quer como mensagem para o exterior de que a gestão não será feita por pressões externas e que o clube procura alguma estabilidade, após uma época em que teve três treinadores diferentes.

A verdade é que este voto de confiança foi de bom agoiro e no último fim-de-semana o Bordéus foi ao terreno do Dijon conquistar a primeira vitória na Ligue 1 19/20, em jogo da terceira jornada. Hwang Ui-Jo e o suíço Loris Benito, antigo jogador do SL Benfica, apontaram os golos da equipa de Paulo Sousa, que passou assim a somar quatro pontos e ascendeu ao 9º lugar da classificação.

Após esta vitória o Bordéus “respira” melhor e o técnico português mostrou-se satisfeito com a exibição da sua equipa, afirmando que a confiança dos seus jogadores saiu reforçada face ao resultado obtido. Paulo Sousa espera agora que os seus pupilos consigam levar esta confiança para o desafio frente ao poderoso Lyon, no dia 31 de agosto, em jogo a contar para a 4ª jornada da liga francesa. Este Bordéus parece ainda não estar no “ponto” e os próximos jogos dirão se está impróprio para consumo ou não.

Foto de Capa: FC Girondins de Bordeaux

Comentários