Cabeçalho Liga Inglesa

Quem não aprecia a Premier League? São poucos aqueles que não gostam de assistir à Premier League. E por que será?

A resposta também é fácil: porque se trata da liga mais competitiva, não só da Europa como de todo o mundo. Aproxima-se a 25ª jornada do campeonato e são 12 as equipas que estão a lutar pela manutenção. Este é um facto que demonstra, e muito bem, a elevada competitividade que a liga inglesa detém. Desde o último classificado, Swansea City ao nono classificado, Everton FC, oito pontos separam as 12 equipas.

Anúncio Publicitário

Devido à elevada competitividade, ainda é cedo, e difícil, de se fazer previsões sobre quais serão os três clubes que irão disputar o Championship na próxima época, mas podemos falar de surpresas, isto é, se olharmos para as 12 equipas que evitam descer de divisão é possível verificar que algumas estão a surpreender os “amantes” do futebol.

Falamos do Everton FC que se costuma situar nos primeiros seis classificados, situando-se na presente época no nono lugar. Os toffes têm a possibilidade de garantir a manutenção frente ao Leicester City, na próxima jornada, em Goodison Park; do West Ham que, estando muito próximo da manutenção, ocupando o 11º lugar com 26 pontos, já o deveria ter feito devido ao investimento feito pela Direção nos respetivos mercados de transferências, com as entradas de Zabaleta, Joe Hart, Chicharito, Arnautovic, e mais recentemente, o português João Mário; do Southampton FC que ocupa o 18º lugar, situando-se na chamada “linha de água”, com 22 pontos e que tem feito um campeonato muito abaixo daquilo de que é o habitual.

A luta pela manutenção é até ao fim: “O azar de uns é a sorte de outros” Fonte: Premier League
A luta pela manutenção é até ao fim: “O azar de uns é a sorte de outros”
Fonte: Premier League

Os Saints, conhecidos por surpreenderem os “tubarões” e lutarem juntos destes por um lugar que dê acesso às competições europeias, contam com dez derrotas e dez empates e apenas com quatro vitórias no campeonato.

Do outro lado, surge o Watford FC como a maior surpresa positiva que ocupa o 10.º lugar e que, apesar da recente demissão do técnico português Marco Silva, conseguirá a manutenção em breve. Outra surpresa, poderá ainda vir a ser o Swansea City que, agora com Carlos Carvalhal no comando, tem dado sinais de vitalidade e luta, podendo garantir o objetivo na fase final da prova, como já é habitual para os Swans.

Posto isto, esperemos, como sempre nos habituou, a um final “louco” na Premier League, com as equipas a fazerem de tudo para garantir um lugar para a próxima época naquela que é considerada a “mãe” do desporto-rei.

Foto de Capa: Premier League

Artigo revisto por: Jorge Neves