Mais uma temporada mais uma tentativa dos “Reds” em chegar ao tão ambicionado título da Premier League. Sim, parece estranho, mas o Liverpool FC ainda não foi campeão desde a mudança de formato da agora denominada Premier League, já lá vão 29 anos. Essa é a grande ambição de todos, desde direções, staff, jogadores e adeptos, todos querem o mesmo.

Já ganharam a Liga dos Campeões por duas vezes, 2005 e no ano passado, claro que todos querem ganhar a Liga dos Campeões, mas neste clube há uma sede inimaginável pelo título inglês. Desde a chegada de Jurgen Klopp as coisas tendem a melhorar época após época, inclusive no ano passado ficaram a uns míseros dois pontos de serem campeões nacionais, ia ser a época perfeita caso juntassem depois a conquista da Liga dos Campeões.

Esta época nota-se que tudo está a ser feito para que o título nacional não escape, os grande reforços foram as permanências dos jogadores chave da época passada que, claro, tinham bastantes interessados, sendo que os mais cobiçados, segundo os rumores de imprensa, eram Mohamed Salah, Sadio Mané e o prodígio Alexander Arnold, mas quase todos os jogadores tinham outros clubes atentos a uma possível transferência.

Contratações propriamente ditas foi apenas uma, o guarda redes Adrian, proveniente do West Ham FC, que já foi inclusive utilizado em alguns jogos por causa de uma lesão do brasileiro Alisson Becker, mas foi contratado apenas para preencher a vaga de guarda redes suplente deixada pelo belga Simone Mignolet que foi por empréstimo para Club Brugge KV. O belga que fez parte da estreita lista de saídas que foram apenas empréstimos e quase nenhum relevante, a não ser o de Rafael Camacho para o Sporting Clube de Portugal.

Ficaram praticamente com o mesmo plantel do ano passado e, para já, está a dar resultado, com um início de época demolidor, começaram logo a Supertaça Europeia frente ao Chelsea FC, no campeonato estão com alguns pontos ganhos nos finais dos jogos o que leva mesmo a crer que este Liverpool já está com a chamada “estrelinha” de campeão.

Fonte: Liverpool FC

Já lá vão 12 jornadas e são 11 vitórias, registando apenas um empate forasteiro com o Manchester United FC, a última vitória foi mesmo contra o teoricamente rival direto e atual campeão Manchester City FC, numa vitória categórica e em que muito mostrou as fases diferentes em que as equipas se encontram. Uma completamente solta, confiante e prática, enquanto o Manchester City começou a mostrar pressão e muita falta de confiança nas suas ações.

Há quem diga mesmo que este campeonato já não deve fugir à equipa da cidade dos Beatles, com oito pontos de avanço sobre os segundos classificados, Chelsea FC e Leicester City FC e a nove pontos do Manchester City.

Ainda muita tinta irá correr esta época, com muitos jogos pela frente, Premier League, Liga dos Campeões, Mundial de Clubes (que até se fala que irão dividir a equipa em dois por causa de um jogo da taça), e as respetivas taças do país, mas o caminho está a ser muito bem feito e o trabalho do treinador alemão à frente da equipa britânica tem sido excecional.

Foto de Capa: Liverpool FC

Artigo revisto por Joana Mendes

Comentários