Esta semana, visto que se deu uma jornada da Taça Inglesa sem grandes surpresas, decidi falar um pouco sobre o mercado de transferências, nomeadamente a transferência de Juan Manuel Mata do Chelsea para o Manchester United.

Primeiro, há que falar do percurso de Juan Mata pelos Blues, desde que chegou, no Verão de 2011, proveniente do Valencia. Esta transferência deu-se por 28 milhões de euros (23,5 milhões de libras), confirmando um dos grandes reforços do clube para a época que se avizinhava.

Só na primeira época, Mata contabilizou ao todo 12 golos marcados, ajudando, inclusive, o Chelsea a garantir a Liga dos Campeões. Feito inacreditável, para um Chelsea que passou grandes dificuldades ao longo da época, com a troca de Villas-Boas por Di Matteo, no início de Março. Porém, o Chelsea acabava a época num desapontante 6º lugar, acedendo à Champions apenas porque a ganhara.

Juan Mata a erguer a Taça da Champions
Juan Mata a erguer a Liga dos Campeões / Fonte: Blog Chelsea News Brasil

Na época de 2012/13, o jogador espanhol conseguiria ainda melhores resultados, com 19 golos em 63 jogos, e coroando o ano com uma Liga Europa. Esta época foi também de muitas dificuldades, com mais uma chicotada psicológica a meio da mesma, entrando Rafa Benítez para o lugar de Di Matteo. O Chelsea conseguiu, ainda assim, um estável 3º lugar, mas muito distante do campeão United.

Com a chegada de Mourinho, Juan Mata viu o seu espaço na equipa londrina encurtar-se. Apenas contabilizou 13 jogos na primeira volta e nunca com a totalidade dos 90 minutos em qualquer jogo. Previa-se que o futuro de Mata pudesse estar noutras paragens.

Na passada semana, deu-se a transferência para o Manchester United, por valores que rondam os 44,6 milhões de euros (37 milhões de libras). O negócio não só foi vantajoso a nível financeiro como também permitiu as contratações de Matic e Salah, jogadores mais à medida de Mourinho. O treinador português lamentou não ter feito de Mata um melhor jogador, muito devido ao facto de o ter posto a jogar numa posição nova, mas a verdade é que o espanhol saiu muito valorizado.

Já para o Manchester United pode ter chegado o criativo que os adeptos tanto ansiavam, capaz de mexer com o jogo dos Red Devils e levar a equipa para o caminho das vitórias, e, quem sabe, garantir mesmo o acesso à Liga dos Campeões. David Moyes afirmou que está encantado com a compra do extremo e algo surpreendido com a permissão do Chelsea em vender o jogador. Quem mais irá o treinador escocês comprar para tornar a equipa competitiva?

Juan Mata assinou pelo United
Juan Mata assinou pelo Man Utd / Fonte: Manchester United

Para concluir, pode mesmo dizer-se que a troca entre os clubes é ideal, ainda mais se tivermos em consideração que o Chelsea já fez a totalidade de jogos com o United para a Premier League, o que já mereceu críticas de treinadores como Wenger. Ao fim e ao cabo, o timing da transferência foi mais uma jogada de mestre de Mourinho, não só a mostrar que é um génio “dentro” de campo como igualmente fora dele.

PS: Também Michael Essien deixa o Chelsea para reforçar o AC Milan, depois de quase nove anos no clube Londrino.

Comentários