Cabeçalho Liga InglesaO Leicester espantou o mundo quando, em maio último, venceu a sua primeira edição da Premier League. Depois de na temporada anterior terem conseguido a manutenção nas últimas jornadas, os foxes surpreenderam o planeta do futebol e ganharam uma das mais competitivas ligas do mundo. Entretanto, muito mudou.

Claudio Ranieri, o maestro por trás deste feito, foi – surpreendentemente – despedido devido aos maus resultados e Kanté, um dos melhores jogadores da equipa e, talvez, o jogador mais fundamental para o funcionamento da ‘orquestra’ – simples, mas eficaz –, saiu.

O fraco desempenho na Liga Inglesa deste ano não impediu que Ranieri levasse, na primeira metade da época, o Leicester aos oitavos-de-final da Champions League, vencendo um grupo onde até figurava o Porto. Mesmo com os maus resultados internos, a equipa não teve dificuldade em figurar nos 16 melhores da Europa.

Chegados aos oitavos, o conjunto inglês teve pela frente o Sevilla, do entusiasmante Jorge Sampaoli. Depois de perder na 1.ª mão no Sánchez Pizjuán e de esse ter desaire ter despoletado o tal afastamento polémico de Ranieri, a turma inglesa voltou a surpreender e eliminou uma das equipas da ‘moda’.

Agora, segue-se o Atlético de Madrid. E é aqui que está a questão: que hipóteses tem o Leicester de surpreender – ainda mais – o mundo?

Kasper Schmeichel foi o herói da passagem aos quartos da Champions Fonte: Leicester City FC
Kasper Schmeichel foi o herói da passagem aos quartos da Champions
Fonte: Leicester City FC

Teoricamente, este não foi dos melhores adversários que podiam ter calhado ao, agora, conjunto orientado por Shakespeare. Os foxes, apoiado num futebol – essencialmente – de contenção defensiva, processos simples e saídas rápidas para o contra-ataque, terá pela frente um adversário que, pese a enorme qualidade ofensiva que apresenta, não tem problemas em abdicar do domínio territorial e esperar pacientemente pela sua oportunidade.

É, portanto, uma eliminatória que se espera de alguma predominância tática e onde o Leicester não terá tanto espaço para jogar o tipo de jogo que costuma jogar.

Mas o futebol, em especial este jogadores, já mostraram que as surpresas podem acontecer e, por certo, tentarão de tudo para ultrapassar a equipa espanhola. E se essa vitória se concretizar, então aí o sonho torna-se mesmo ‘palpável’.

Chegando aos últimos quatro, tudo pode acontecer e o Leicester tem que ser tão respeitado como os outros emblemas em prova. Uma coisa é certa, se há equipa que pode ‘baralhar’ as contas é mesmo a inglesa. E todos sabemos, toda a gente gosta de um bom underdog!

Foto de capa: Leicester City FC

Artigo revisto por: Francisca Carvalho

Comentários