cab premier league liga inglesa

A forma como se reage, à adversidade ou à bonança, pode definir uma pessoa, uma relação, uma equipa. A resposta ao inesperado é uma espécie de bloco sobre o qual se assenta a personalidade, o carácter de cada uma destas entidades.

Esse será testado, no próximo fim-de-semana, quando se disputar a jornada 7 da Premier League. Veremos de que fibra são feitos alguns dos candidatos ao título: o Chelsea, depois de vencer, com ajuda de duas expulsões, o Arsenal por 2-0 em golos fortuitos poderá dar uma resposta cabal em St.James Park (campo onde particularmente Mourinho, o homem à prova, sente bastantes dificuldades, embora vá enfrentar um Newcastle em decadência, depois da derrota, caseira, diante do Watford, por 2-1), mantendo a senda vitoriosa que pode constituir uma viragem definitiva no rumo dos acontecimentos desastrosos do início de temporada, em perfeita oposição ao Manchester City, que perdeu, pela primeira vez, esta época para a Premier League perante o sensacional West Ham United, no Etthiad, com Slaven Bilic (ver treinador da jornada) a provar que tem um dom especial para tombar gigantes (para além dos citizens, também Liverpool e Arsenal sucumbiram, em casa, perante a organização dos hammers).

Anúncio Publicitário

Resta saber se os citizens vão saber reagir (vão a White Hart Lane enfrentar um Tottenham em recuperação, depois de duas vitórias consecutivas – bateu o Crystal Palace na jornada passada depois de ter ido ao terreno do Sunderland vencer) e se o croata tem o que é necessário para manter a regularidade numa prova tão competitiva como a Premier League, quando receber o Norwich, em casa, que, por sinal, foi empatar com o Liverpool em Anfield Road.

Slaven Bilic, o nome da jornada 6 Fonte: Facebook Oficial do West Ham
Slaven Bilic, o nome da jornada 6
Fonte: Facebook Oficial do West Ham

Brendan Rodgers soube sobreviver a situações de pressão no passado, mas o conjunto de resultados começa a ser um fardo demasiado pesado para suportar, mesmo para uma pessoa com o seu carácter – a equipa não vence um jogo oficial há 6 jogos consecutivos! -, pelo que se reveste da maior importância a recepção ao Aston Villa, equipa ferida no orgulho depois de derrotada (Berahino foi o homem do jogo), em casa, perante o rival WBA, que se encontra num bom momento de forma e que será posto à prova na recepção a um Everton que também tem vindo a somar bons resultados, pois na ressaca da vitória aos campeões Chelsea foram ao País de Gales anular o ataque do Swansea (0-0)…

…, equipa cujo bom momento de forma inicial tem vindo a desaparecer com o passar da jornadas, depois de uma derrota em Watford e um empate caseiro. É necessária, portanto, uma reacção, para que os índices de confiança voltem a estar nos píncaros, ainda que a tarefa de bater o Southampton, fora de casa, seja bastante complicada, ainda por cima depois da boa exibição dos Saints diante do Manchester United, apesar da derrota por 3-2, num jogo em que Martial bisou.

O francês também terá algo a provar, e quererá “molhar a sopa” outra vez, desta feita diante de um Sunderland em baixa forma, depois da derrota perante o Bournemouth, construída nos 9 minutos iniciais, com o contributo de um jogador cada vez mais preponderante na manobra dos recém-promovidos – Callem Wilson -, embora o grau de dependência do avançado inglês não seja tão elevado como o do Leicester relativamente a Riyad Mahrez (ver jogador da semana), um jogador de quem cada vez mais se fala no mundo do futebol pelas sucessivas demonstrações de magia que vai apresentando, beneficiando o Leicester – a vítima foi o Stoke, que foi para o intervalo a vencer por 2-0, mas viu a magia argelina anular-lhe a vantagem com um golo e uma assistência. Resta saber se estes jogadores conseguirão manter a performance frente a adversários mais complicados, pois o Leicester enfrenta um Arsenal a querer recuperar da derrota em Stamford Bridge e o Bournemouth vai ao sempre difícil Stoke-on-Trent, que vai exigindo mais dos seus jogadores.

A jornada seis da Premier League teve, definitivamente, motivos de interesse. A próxima, pela expectativa de reacção de cada uma das equipas, não será, com certeza, diferente.

Treinador da jornada: Slaven Bilic (West Ham United)

Começa a deixar de ser surpreendente a forma como domina as feras mais temíveis da Premier League nos respectivos habitats, mas não deixam de ser feitos incríveis. Em seis jornadas já derrotou Arsenal, Liverpool e, agora, Manchester City nos respectivos redutos.
Os citizens pareciam caminhar sozinhos rumo ao domínio da Premier League, sem escorregadelas comprometedoras e com exibições convincentes, mas Bilic fez questão de o contratar.
Recebe, com justiça, pela terceira vez esta época, o prémio de treinador da jornada.

Jogador da jornada: Riyhad Mahrez (Leicester City)

À semelhança de Bilic, vai sendo cada vez menos surpreendente ver dele coisas fantásticas, mas nem por isso merecem ser menosprezadas. Mais uma vez, a sua magia serviu de motor para mais um excelente resultado do Leicester City, contribuindo decisivamente (um golo e uma assistência) para que a sua equipa recuperasse de uma desvantagem de dois golos, em Stoke-on-Trent.

Foto de Capa: Chelsea Football Club