O Liverpool FC é campeão de Inglaterra, exatamente 30 anos depois do último título de campeão nacional. Este feito ganha contornos inéditos se considerarmos que este é o primeiro titulo do Liverpool, desde que a Liga Inglesa possui esta denominação, o que aconteceu em 1992.

A equipa da cidade dos Beatles já andava a tentar quebrar este jejum há vários anos e a verdade é que isso esteve bem perto de acontecer em 2013/2014 e 2018/2019. Em ambos os casos, o Liverpool FC revelou mais do que futebol para ser campeão, mas um Manchester City FC mais forte, e diga-se, algum azar à mistura, fizeram com o Liverpool perdesse o titulo para os citizens.

O Liverpool FC entrou muito motivado esta época depois de se ter sagrado campeão europeu e de ter perdido o titulo apenas por um ponto. A equipa de Jürgen Klopp foi completamente avassaladora desde o início, não dando qualquer abébia aos seus concorrentes diretos. Prova disso são as 28 vitórias conquistadas, com apenas dois empates e uma derrota.

Anúncio Publicitário

A época nunca será perfeita para os reds porque não têm já possibilidades de revalidar o título de campeão europeu. O Liverpool FC, recorde-se, foi eliminado pelo Atlético Madrid nos oitavos-de-final da Liga dos Campeões. Pode-se dizer que o Liverpool FC desta época revelou a regularidade que faltou no ano passado para ganhar a Liga Inglesa e fraquejou em aspetos que eram preponderantes no Liverpool da época passada, não levando a melhor em vários jogos decisivos a nível europeu.

Infelizmente para os jogadores do Liverpool e para Klopp, este título não poderá ser celebrado de acordo com o tamanho jejum que acabou de ser quebrado. As circunstâncias impostas pelo vírus Covid-19 assim o exigem. Fica certamente esse sabor agridoce de um feito histórico e há muito aguardado que não poderá ser celebrado como os livros de grandes celebrações indicam.

Por uma coisa os adeptos do Liverpool FC poderão suspirar de alívio, acabaram-se as piadas dos rivais acerca do longo jejum!

Artigo revisto por Inês Vieira Brandão