A época 2013/2014 foi um sonho para os reds. Não disputaram nenhuma competição europeia nem conquistaram nenhum título, mas voltaram a sonhar. Sonharam que podiam voltar a vencer a Premier League e a estar entre os grandes. No fim, falharam. Mas todo o trabalho não pode ser esquecido. O ponto alto? O regresso assegurado do Liverpool à Liga dos Campeões na próxima época. Ah! E a legitimidade de continuar a sonhar.

Com uma equipa jovem liderada pelo veterano Steven Gerrard, os pupilos de Brendan Rodgers foram a surpresa da Premier League na época transacta. Mas terão sido apenas a equipa surpresa ou terá sido o regresso à luta pelos títulos? Há muito que o Liverpool era afastado como candidato a vencer a Liga Inglesa, estabelecendo como objectivos a classificação para a Liga dos Campeões e a conquista de uma taça nacional. Algo manifestamente insuficiente para um clube com um passado glorioso como o do Liverpool. Mas o cenário mudou. Brendan Rodgers contratou os jogadores certos e incutiu-lhes uma cultura táctica de excelência. Tirou o melhor de cada um deles e conseguiu colocar o Liverpool na disputa pelo título até ao final do campeonato, acabando por ser distinguido com o prémio de Treinador do Ano.

Os reds terminaram em segundo e qualificaram-se para a Liga dos Campeões. Mas como vai ser a próxima época? Os residentes de Anfield estarão com imensas expectativas para a época que se avizinha. A tarefa não será fácil. Agora, há que juntar às provas nacionais uma competição europeia em que, com toda a certeza, o Liverpool quererá fazer boa figura e recuperar o seu prestígio. Rodgers mantém-se, o que é muito bom para trazer estabilidade ao clube. Mas Suaréz, um dos grandes motores da equipa – inclusive, galardoado com a Bota de Ouro -, poderá sair. Para além da possível saída do uruguaio, o capitão, Steven Gerrard, começa a vacilar. A idade começa a pesar e não se sabe até que ponto ele poderá continuar a actuar ao mais alto nível. Contratações têm de ser feitas para que o Liverpool possa manter o rendimento e, por fim, presentear os adeptos com os títulos que tanto desejam.

Anúncio Publicitário
Gerrard e Rodgers são dois pilares fundamentais que se mantêm para a próxima época Fonte: Sky Sports
Gerrard e Rodgers são dois pilares fundamentais que se mantêm para a próxima época
Fonte: Sky Sports

Os reds têm legitimidade para sonhar. Mas há que manter os pés nos chão. Uma equipa campeã não se constrói da noite para o dia. Há que introduzir alguma maturidade no plantel – jogadores mais experientes, para incutir disciplina e rigor aos jovens talentos. Brendan Rodgers tem todos os ingredientes para (re)colocar o Liverpool entre os grandes. Especialmente, caso se verifique a saída de Suaréz, com o orçamento que terá. O calendário será mais pesado. Um maior número de soluções é necessário. Assim, com uma boa gestão ao longo da época, com o apoio dos incansáveis adeptos e com a mesma sede de vencer, penso que o Liverpool poderá manter-se no topo na próxima época.

Gerrard, apesar da idade, conseguirá com certeza transmitir a paixão pelo clube e ir, assim, atrás da medalha que tanto deseja: a da Premier League. Há que começar a delinear a próxima época e estabelecer objectivos concretizáveis, que possam dar bases a este Liverpool de ambições renovadas. Na minha opinião, na próxima época vamos ter de novo o Liverpool entre os habituais candidatos ao título e ainda podemos esperar uma boa campanha europeia de uma equipa que regressa à Champions de orgulho ferido e com vontade de fazer todo um público esquecer estes anos de ausência.