Anterior1 de 3Próximo

O campeonato inglês está na reta final. Manchester City e Liverpool FC lutam até ao fim pelo título. Hoje o City teve mais um teste de fogo frente ao Tottenham Hotspur. Depois do jogo da Liga dos Campeões a meio da semana, frente ao mesmo Tottenham, os dois clubes voltaram a defrontar-se. Depois da eliminação da liga milionária, o City foi em busca dos três pontos que permitam a revalidação do título inglês. Já os Spurs disputam o terceiro lugar e a vitória permitia a manutenção do terceiro posto na liga.

A primeira parte começou com um ritmo elevado, digno de um clássico na Premier League. Citizens e Spurs desde o apito inicial em busca do golo. Primeiro Son, aos dois minutos, a tirar bem o defesa da frente e a rematar para uma boa defesa de Ederson. A resposta da equipa da casa não tardou e surgiu logo com golo. Uma grande jogada que terminou com o golo do jovem médio Phil Foden. Bernardo Silva cruzou, Aguero assistiu e Foden finalizou com classe. Com o golo e embora tenha sido muito cedo, o City tentou controlar mais o jogo e ser mais cauteloso.

O Tottenham tentou contrariar esse controlo e ao minuto 13 Eriksen surgiu na área do City e rematou para uma grande defesa do guardião brasileiro. O Manchester City teve sempre mais perigoso durante toda a primeira parte, mas ainda assim sem grande concretização. Muitos remates, mas sem a melhor direção.  Até ao final da primeira parte, Son ainda teve nos pés uma boa oportunidade para empatar o jogo, mas Ederson negou o golo ao sul-coreano. Um jogo de sentido único. Uma primeira parte sem grande história, mas com justiça no marcador.

Heung-Min Son tem sido a grande figura do Tottenham
Fonte: Tottenham

A segunda parte começou tal como terminou a primeira. Mais Manchester City e muito menos Tottenham. Os citizens entraram com vontade de aumentar a vantagem, mas tal como no primeiro tempo, faltou a concretização certa. Cinco minutos depois do início, autor do golo teve nos pés uma excelente oportunidade para bisar e aumentar o marcador. O Inglês atirou para fora. A partir daqui o City baixou a intensidade do jogo e controlou a posse de bola sem dificuldades. Já o Tottenham nunca conseguiu chegar à área adversária com perigo.

Ao minuto 69, Leroy Sané, acabado de entrar no jogo, esteve perto do golo. Depois de receber um passe à entrada de área, rematou com firmeza. A bola saiu perto do poste esquerdo da baliza defendida por Gazzaniga. Até ao final, nada houve que se diga digno de registo. Foi um jogo muito fraco em termos exibicionais e sem oportunidades de real perigo, muito também devido ao cansaço de ambas as equipas depois do jogo da Liga dos Campeões a meio da semana.

No entanto, a equipa de Pep Guardiola sai extremamente feliz do Etihad Stadium, depois de cumprir e trazer os três pontos consigo. Três pontos preciosos na luta pelo título inglês. Resta agora esperar pelo resultado do rival Liverpool que joga amanhã frente ao Cardiff City.

ONZES INICIAIS E SUBSTITUIÇÕES

Manchester City: Ederson; Walker; Stones; Laporte; Zinchenko; Kevin De Bruyne (37’ Fernandinho); Gundogan; Phil Foden (85’ David Silva); Bernardo Silva; Aguero (66’ Sané); Sterling

Tottenham Hotspur: Gazzaniga; Vertonghen; Davinson Sanchez; Alderweireld (78’ Llorente); Foyth; Dele Alli (69’ D.Rose); Eric Dier (61’ Wanyama); Bem Davies; Eriksen; Lucas Moura; Son

Anterior1 de 3Próximo

Comentários