Apesar de ser a melhor liga do mundo do futebol, a Primeira Liga Inglesa tem, ano após ano, contado com equipas que, apesar de mais pequenas, se agigantam e disputam todo o campeonato nos lugares dos grandes. Parece que chegou a vez do Southampton FC se revelar, e é com grande admiração que temos assistido aos seus jogos e às suas performances dentro das quatro linhas.

Com o sistema preferencial de 4-4-2 em linha, o treinador Ralph Hasenhuttl é o principal responsável pelo sucesso da equipa no campeonato. É verdade que não começou bem, com de duas derrotas seguidas frente ao Crystal Palacace FC e ao Tottenham Hotspur FC. Mas depois disso, em 15 jornadas só perdeu em duas, frente aos dois gigantes de Manchester, e pela margem mínima. De resto foram oito vitórias e cinco empates. Este percurso é digno de registo para a equipa do Sul de Inglaterra e vale-lhe, de momento, o sexto lugar da competição com 29 pontos, apenas quatro abaixo do primeiro classificado, Liverpool FC.

Ainda assim, para além do treinador, o plantel está recheado de qualidade, ou de outra forma não seria possível ser tão competitivo numa liga de tamanha dimensão. Jogadores como Theo Walcott, Jannik Vesterggard, James Ward-Prowse e Danny Ings encabeçam uma lista que é toda ela muito bem composta.

A realidade é que jogue quem jogar, a eficácia coletiva mantém-se e esse mérito deve ser dado, mais uma vez, ao treinador. O austríaco parece ter conseguido incutir valores na sua equipa que a faz estar mais perto do sucesso e muitas vezes esse é o primeiro passo para se atingirem objetivos maiores do que os inicialmente esperados. Chegou a meio da temporada de 2018/19 e depois de dois anos e meio o seu trabalho parece estar a dar frutos. O ano passado conseguiu um humilde 11º lugar e este ano, pelo início que está a ter, pode aspirar a um objetivo europeu que o clube nunca viveu.

Anúncio Publicitário

Passando todas e quaisquer análises que se possam fazer a esta equipa, propunha que se olhasse para esta fotografia com atenção. Não é algo que costume fazer, mas este caso excecional pede-me que o faça uma vez que, como sabemos, uma imagem vale mais do que mil palavras. Sucedeu-se depois da vitória do Southampton sobre o Liverpool FC de Jurgen Klopp. E muitas vezes passa por isto, pelo amor, paixão e dedicação que se coloca em cada dia de trabalho e que chega a emocionar quando os frutos começam a aparecer. Porque para além de toda a qualidade que tem que existir, de todo o conhecimento técnico-tático e de todos os pormenores nos momentos decisivos, tem de haver uma enorme paixão por aquilo que se faz para que, com um orçamento de um quarto do do adversário, se possa ser superior e sair com a vitória numa partida de 90 minutos.

É verdade que a época ainda nem a meio vai, devido a todas as circunstâncias que temos vivido no último ano, mas este Southampton tem todos os indícios para que possa, daqui para a frente, crescer. Muitas vezes é isso que falta, depois de um bom início as equipas acabam por perder o gás. Neste caso a situação parece-me que será diferente. Todos os ingredientes estão reunidos para que este plantel consiga dar aos seus adeptos grandes alegrias, algumas que eles nunca viveram. A continuarem com esta qualidade e, acima de tudo, com este compromisso visível em cada lance que disputam, esse parece-me um destino certo. Só o tempo.

1 COMENTÁRIO

  1. Ótimo artigo!
    Algo muito interessante é que se pode dizer muito da mesma coisa, mudando os nomes dos protagonistas, sobre o Villa ou o Everton ou mesmo o West Ham e o Wolves (estes mais difícil de incluir claro). Além do Leicester que cada vez mais se assume como uma dos grandes – mas, até que ponto o Villa, Everton e Southampton não se assumem também como um desses nos próximos anos?
    Muito competitivo este campeonato, no meio da pandemia e das lesões e ausências que derivam direta e indiretamente dela, surge este Southampton que acreditou no Ralph (lembremo-nos do 9-0 sofrido em casa contra o Leicester) e está aqui a jogar um dos “futebóis” mais atrativos do campeonato, vertical, compacto e intenso.
    Cumprimentos!

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome