Ainda sem derrotas esta época, o Chelsea FC de Sarri foi até ao Estádio de Wembley para defrontar o Tottenham Hotspur FC, numa tentativa de acompanhar o Manchester City FC e o Liverpool FC no topo da tabela. Também foi com este objetivo que os rapazes de Mauricio Pochettino entraram em campo.

Foram os da “casa” a entrar melhor na partida: com Dele Alli a dar o mote, ao responder a um cruzamento tenso de Christian Eriksen para fazer o 1-0, aos 8 minutos. Kepa Arrizabalaga ficou mal na fotografia e os spurs consumavam assim uma entrada em jogo fulminante, que os deixou acampados no terço defensivo do Chelsea.

E não foi por abrir o marcador que o Tottenham abrandou. Ainda nem dez minutos haviam passado depois do tento de Alli e já Harry Kane fazia o 2-0, com um remate que teve tanto de potente como de indefensável, deixando Kepa pregado ao chão, enquanto o esférico entrava dentro da sua baliza.

A não ser um remate perigoso de Willian e uma defesa apertada de Lloris, pouco ou nada fez o Chelsea para inverter a sua situação. Jorginho, Kanté e Kovačić não tinham mãos a medir para a avalanche ofensiva do adversário e viam todas as suas tentativas de contra-ataque estancadas ainda dentro do seu meio-campo. Não fossem duas ou três boas defesas de Kepa e o resultado ao intervalo já poderia ser uma verdadeira humilhação.

Anúncio Publicitário

No início da segunda metade, Sarri não fez alterações. Aliás, só as fez após sofrer o golo da noite, apontado por Heung-Min Son: o sul-coreano meteu a quinta mudança, deixando Jorginho para trás e, a partir do flanco direito, entrou na grande área dos blues, fintou David Luiz e fez o 3-0.

Son festeja o terceiro golo Fonte: Tottenham Hotspur

Ao ver a sua invencibilidade na Premier League perto de desaparecer, o técnico do Chelsea FC ainda lançou Ross Barkley e Pedro, para tirar Kovačić e Morata, mas as alterações não surtiram qualquer efeito. Os atacantes dos spurs continuaram a fazer o que quiseram da defesa contrária. Se há algo de que Pochettino se pode queixar, é do facto de não ter conseguido uma mão cheia de golos nesta tarde, tornando-se uma memória ainda pior para o Chelsea. O golo de Giroud, aos 85 minutos, ainda veio amenizar o resultado, mas em nada apagou a má exibição da equipa.

O Chelsea cai assim para o quarto lugar da Premier League, enquanto o Tottenham ultrapassa os seus rivais londrinos e sobe à terceira classificação.

Tottenham Hotspur FC: H. Llloris; B. Davies; T. Alderweireld; J. Foyth; S. Aurier; M. Sissoko; E. Dier; D. Alli (H. Winks 87′); H.M. Son (E. Lamela 78′); H. Kane

Chelsea FC: K. Arrizabalaga; M. Alonso; D. Luiz; A. Rüdiger; C. Azpilicueta; M. Kovacic (R. Barkley 58′); Jorginho; N. Kanté; E. Hazard; Willian (O.Giroud 76′); A. Morata (Pedro 58′)