Cabeçalho Liga Italiana

O AC Milan há uns tempos que me provoca uma certa ambiguidade quando vem à baila nos “bitaites” futebolísticos que por vezes tenho. Porque nelas, enquanto espetador que acompanha o mundo do futebol, já vi o 8 e o 80 deste clube. Penso que está à vista de todos que esta metáfora tem razão de ser.

A do Milan, é seguramente uma das melhores equipas que tive a oportunidade de ir seguindo enquanto miúdo, e das minhas prediletas nos jogos virtuais. Se nessa altura André Silva fosse para lá pela verba de 38 milhões de euros só se poderia tratar de um fenómeno, de um absoluto super talento. Hoje é visto como um investimento, não como uma super contratação. E fiquei muuuuito reticente com a ida dele para Milão, esperava que o seu destino fosse outro. Poque o Milan este ano não dá cartas, mas achava que ia dar. Não foram feitas apenas contratações para render a médio/longo prazo, mas casos como Kalinic, Çalhanoglu, Biglia, por exemplo, são jogadores que levam a crer num sucesso e competividade imediata, e não apenas numa equipa em construção.

O início da época, também fruto do lote de equipazitas que ia enfrentando no âmbito da Liga Europa, foi risonho. E o próprio começo da Serie A também não estava nada mal, não os via como uma equipa que fosse lutar pelo título, mas também não me surpreenderia se me surpreendessem ao ponto de se intrometerem lá em cima. Hoje estão completamente arredados da luta pela Liga dos Campeões do ano seguinte (a não ser que vençam a Europa League), e vai ser preciso uma consistência mínima para assegurarem vaga na Liga Europa.

Montella não resistiu às pressões dos media italianos, penso eu. Todos os dias choviam críticas, choviam dúvidas, e choviam títulos nos jornais referindo que caso não vencesse (exemplo do jogo frente ao Inter) seria imediatamente despachado… Foi demitido e prontamente substituído por uma personalidade pouco fácil de lidar. André Silva tem sido o bode expiatório, pelas palavras que Gattuso lhe tem proferido através dos meios de comunicação social. É exigente Gattuso!

Não sei a relação que têm tido, seja nos treinos, seja no balneário, mas as críticas sucessivas a André Silva parecem-me desnecessárias. Primeiro, porque qualquer jogador que chegue a um clube grande (desportivamente não tem sido ultimamente, mas é considerado) como o Milan, tem de lhe ser concedido um certo período de adaptação, tem de se ajudar o jogador, de aconselhar, de encaminhar…

Acredito que Gattuso esteja a fazer isso à maneira dele, porém não acho que seja a forma mais convencional, mais frutífera de o fazer. A não ser que o ponta de lança responda já! Para ele, ir ao Mundial deve ser um dado adquirido, visto que não temos muito mais nem melhor 9, mas uma pessoa que queira singrar neste mundo tem de dar tudo para se afirmar e dar-se ao respeito dos demais…

André Silva tem de estar em campo para responder a Gattuso, e não fora dele Fonte: Instagram Oficial de André Silva
André Silva tem de estar em campo para responder a Gattuso, e não fora dele
Fonte: Instagram Oficial de André Silva

O valor do seu passe sugeria que fosse jogador para entrar diretamente para o 11. É titular por Portugal, caramba! Mas bem, também é verdade que não temos um Kalinic (experiente) e um Cutrone (prometedor), mas para desembolsar 38 milhões de euros, penso que seria óbvio o seu lugar entre os onze eleitos para a maioria dos jogos. Não falo do agora, pois podem achar que o perfil de outro seja o indicado para a frente de ataque, mas mesmo no início da Serie A, André Silva a jogar bem, quer na Seleção, quer nas competições europeias, marcava golos e colaborava bem ativamente, pedia jogos para chegar à melhor forma.

Este Milan, tal como André Silva, pede tempo, esta época terá de ser uma ponte para a próxima, em que se adquiram conhecimentos, entrosamento, rotinas e se estabeleçam objetivos para a seguinte. Mas tal não implica que a época que decorre se dê já por perdida! Temos mercado a abrir daqui a duas semanas, metas por atingir e coisas a provar. Gattuso para dizer tais coisas, estou seguro que não é para o mal do André, nem do Milan. Não sei é se o jogador as considera justas e o possam desmotivar…

É que André Silva, certamente, esperava ingressar num Milan diferente dos últimos (e os seus companheiros recém contratados também, estou seguro), mas para fazer do clube forte como já foi, só depende dos resultados que os jogadores se encarregam de alcançar.

Foto de Capa: AC Milan

artigo revisto por: Ana Ferreira

Comentários