Anterior1 de 3Próximo

Após a interrupção para os compromissos das seleções, o Inter recebeu e venceu AC Milan no dérbi de Milão por 1-0. Após ver a Juventus a perder pontos em casa no dia anterior, a equipa Nerazzurri pretendia conquistar um triunfo e assim encurtar distâncias para o topo da classificação, ao passo que o conjunto Rossoneri queria subir uns postos na classificação e nada melhor que bater o seu eterno rival para atingir esse objetivo.

No que diz respeito aos onzes iniciais, Luciano Spalletti apostou no esquema 4-2-3-1, com o reforço belga Nainggolan a jogar na posição de 10, atrás de Icardi. Do lado visitante, Gennaro Gattuso utilizou o tradicional 4-3-3, com Çalhanoglu e Suso a ocuparem as alas atacantes, acompanhando o ponta de lança Híguain.

Perante uma excelente atmosfera criada pelos adeptos presentes no Giuseppe Meazza, o árbitro Marco Guida apitou para o início do dérbi de Milão à hora marcada. Os primeiros minutos do encontro mostraram um AC Milan mais atacante, e teve até dois remates – Suso ao minuto 4 e Çalhanoglu ao minuto 9 – algo perigosos para a baliza de Handanovic, contudo o guardião esloveno não teve de defender qualquer um deles. O Inter respondeu bem à entrada forte dos forasteiros três minutos depois, e viu um golo a ser anulado corretamente pelo árbitro, por posição irregular de Icardi.

Donnarumma protagonizou uma excelente defesa ao minuto 24, ao defender o cabeceamento de Perisic que tinha selo de golo, na sequência de um canto. Spalletti foi forçado a fazer a primeira substituição ainda antes da meia-hora de jogo: Nainggolan saiu lesionado e foi rendido por Borja Valero. De Vrij esteve perto de marcar ao minuto 33, na sequência de um pontapé de canto, com o seu remate a embater no poste direito da baliza do AC Milan.

Marco Guida voltou a estar em foco pela positiva, ao anular mais um golo, desta vez aos visitantes por fora de jogo nos últimos cinco minutos da primeira parte. Assim, o jogo foi para o intervalo com um nulo no marcador.

O dérbi de Milão foi para o intervalo empatado a zero
Fonte: Serie A

No início da segunda parte, o Inter entrou pressionante e dificultou bastante a saída de bola do AC Milan, que para tentar atacar a baliza de Handanovic tinha de apostar no futebol direto e na velocidade dos seus alas. Apesar da boa entrada no recomeço da partida, o conjunto caseiro não conseguiu criar uma chance de verdadeiro perigo para a defesa rossoneri, à exceção de um remate de Politano ao minuto 58, mas a sua tentativa saiu muito ao lado da baliza.

O dérbi estava a entrar num ritmo monótono, e era necessário haver alguma mudança para o nulo ser desfeito. Os dois técnicos perceberam isso e fizeram substituições: Perisic foi rendido por Keita Baldé, ao passo que Cutrone foi chamado a jogo para o lugar de Çalhanoglu. As mudanças táticas não surgiram o efeito desejado, uma vez que o jogo se manteve numa toada lenta e com as equipas a querer arriscar pouco em busca do golo que inaugurasse o marcador.

Os últimos minutos do dérbi ainda foram entusiasmantes, e o golo surgiu já perto do apito final: Icardi, após um excelente cruzamento de Vecino, aproveitou a má saída de Donnarumma para cabecear para o fundo da baliza e dar assim o triunfo ao cair do pano à equipa da casa. A vitória permite ao Inter aproximar-se do topo da Serie A, e impede ao AC Milan ficar perto da zona europeia da classificação.

Onzes Iniciais:

F.C. Internazionale Milano: Handanovic; Vrsaljko; De Vrij; Skriniar; Asamoah; Vecino; Brozovic; Politano (Candreva 82’); Nainggolan (Borja Valero 30’); Perisic (Keita Baldé 69’); Icardi

A.C. Milan: Donnarumma; Calabria (Bertolacci 90+1’); Musacchio; Romagnoli; Rodríguez; Kessie (Bakayoko 85’); Biglia; Bonaventura; Suso; Higuaín; Çalhanoglu (Cutrone 73’)

Anterior1 de 3Próximo

Comentários