Cabeçalho Liga Italiana

A Juventus venceu, na 21ª jornada da Serie A, a Lazio de Simone Inzaghi. Num jogo de sentido único, foram os argentinos Higuaín e Dybala a darem colorido ao resultado e a dar mais uma vitória à pentacampeã italiana.

Ainda as equipas aqueciam os motores e já Dybala mostrava toda a sua qualidade.  Bola longa de Lichsteiner, Mandzukic muito bem a amortecer de cabeça e o argentino, num belo remate de primeira – que pancada na bola  –, a bater Marchetti e a colocar a Juve em vantagem com apenas cinco minutos decorridos.  A equipa romana tentou ir à procura do empate, mas sem sucesso. Com uma excelente organização defensiva, a turma comandada por Allegri não deixava a Lazio aproximar-se com perigo da baliza de Buffon e tentava forçar o erro do adversário, que acabou por acontecer. Cruzamento de Cuadrado, Stefan de Vrij distraiu-se e deixou Higuaín antecipar-se e desviar a bola para o fundo da baliza. Dezassete minutos e a Juve já vencia confortavelmente por duas bolas a zero.

 

Apesar do esforço laziale, a Juve foi superior Fonte: Juventus
Apesar do esforço laziale, a Juve foi superior
Fonte: Juventus

Mais um golo de vantagem para a equipa da casa, mas a toada do jogo manteve-se igual. A Lazio, a espaços, conseguia ter alguma circulação de bola no meio-campo da Vecchia Signora, mas sem nunca conseguir chegar à baliza defendida por Buffon, com exceção feita a um remate frouxo de Milinkovic Savic. Até ao final do primeiro tempo, nota para uma investida de Bonucci no ataque, que depois de uma recuperação a meio-campo, apareceu na área para finalizar um cruzamento de Cuadrado, com a bola a sair ao lado.

Na segunda parte a equipa orientada  por Simone Inzaghi entrou mais espevitada, a tentar exercer uma pressão mais alta sobre a Juventus, mas sem efeito. Os bianconeri revelaram sempre uma grande maturidade táctica, controlando todos os momentos de jogo e funcionando com um coletivo muito forte e a Lazio nunca conseguiu contrariar essa força coletiva. Dybala, com dois passes de Higuaín e Cuadrado, esteve perto de bisar por duas vezes, mas falhou a baliza em ambas as ocasiões. Com o avançar do cronómetro, a Juventus foi diminuindo o ritmo do jogo, controlando a seu belo prazer a posse de bola e impedindo a Lazio de criar qualquer tipo de lance que pudesse reduzir a desvantagem. Marko Pjaca, lançado por Allegri, esteve perto de se estrear a marcar pela equipa de Turim duas vezes, mas acabou por finalizar mal nas duas ocasiões.

Vitória incontestável do líder do campeonato que nunca permitiu que a Lazio discutisse o jogo e demonstrou sempre uma superioridade digna de um clube pentacampeão e continua a sua caminhada rumo ao sexto título consecutivo.

Comentários