Anterior1 de 3Próximo

Cabeçalho Liga Italiana

Jogo grande da 16ª jornada naquele que é um dos derbys da Serie A, colocou frente a frente o 1ª classificado contra o 3º, num duelo entre o melhor ataque da prova e a única equipa invicta no campeonato. As expectativas eram elevadas, contudo, não se perspetivavam muitos golos dado a grande eficácia defensiva dos nerazzurri muito por força do que tem sido o 4–2-3-1 imposto por Luciano Spalletti e por outro lado como resultado da inconstância ofensiva da Juventus esta época, aliando ainda o menor tempo de descanso face ao último jogo.Não haver golos nem sempre é sinónimo de um mau jogo de futebol e é esta a melhor frase para espelhar aquilo que foi este jogo.

Ao longo de toda a partida só uma equipa procurou realmente alcançar os 3 pontos, a Juventus, que desde início balanceou-se para o ataque remetendo a equipa do Inter para a linha dos últimos 20 metros, tendo apenas alguns contra-ataques sem qualquer perigo. Na primeira parte houve um claro domínio por parte da equipa da casa que podia ter chegado à vantagem por intermédio de Mandzukic que aos 10 minutos teve uma dupla oportunidade para concretizar e a acabar o primeiro tempo outra, contudo, na baliza adversária estava um gigante Handanovic que invariavelmente levava a melhor sobre o Croata.

Já na segunda parte, o jogo equilibrou-se com a Juventus a não conseguir criar tanto perigo quanto no primeiro tempo e com os nerazurri a conseguirem encontrar a coesão e consistência defensiva sobretudo após a “jogada estratégica” de Spalletti ao colocar em campo Gagliardini, o que se viria a demonstrar fulcral para controlar então as fortes investidas da Vecchia Signora. Provavelmente como resultado do jogo na Grécia, na passada Quarta-Feira, o “gás acabou” e com ele acabou também o discernimento da Juventus em construir oportunidades de perigo, conseguido apenas por mais duas vezes chegar junto da baliza adversária, sempre por Mandzukic mas o croata desperdiçou algumas ocasiões de golo e é em parte o principal pelo responsável pelo nulo no marcador.

O empate não é de todo um resultado negativo para a equipa do Inter, não obstante o facto de poder ver a equipa do Nápoles passar-lhe à frente já amanhã, caindo assim para o segundo posto. É um resultado que serve de aperitivo para o que vai ser um dos mais renhidos campeonatos italianos de sempre.

Foto de capa: FC Inter Milão

Anterior1 de 3Próximo

Comentários