Anterior1 de 3Próximo

Num jogo onde os Portugueses João Cancelo e Cristiano Ronaldo estiveram em alto nível, a Juventus somou mais três pontos sem dificuldade.

Prometia ser um jogo muito tático, ganho no papel e não em campo. A Juventus vem para este jogo como favorita, não só pelo plantel apresentado, não por ser um emblemático clube italiano, não por ter ganho o último campeonato, mas por isto tudo junto e muito mais. Tudo aponta para um passeio da ‘Velha Senhora’ no campeonato italiano, mas a Lazio tinha outros planos.

Com um plantel muito organizado e com alguns craques capazes de surpreender, vimos que a Lazio ia ter uma postura de jogo mais fechada. Com os jogadores a jogar mais próximo entre eles, uma estratégia que apostou em 5 médios para maior controle e domínio do meio campo. Immobile praticamente lá na frente sozinho ia ser a peça chave desta equipa que ia apostar forte no contra-ataque e apanhar a Juve de surpresa.

A verdade é que a primeira parte contou com duas equipas muito equilibradas, um jogo muito disputado, com alguns erros de ambas as partes que deram aso a algumas oportunidades, no entanto o que diferenciou estas duas equipas foi o golo de Miralem Pjanic aos 30 minutos, com um grande remate que só acabou nas redes de Strakosha. Este golo tornou o jogo diferente e na segunda parte a Lazio adotou uma postura mais ofensiva.

Pjanic abriu o marcador do encontro ainda na primeira parte
Fonte: FIFA

E assim foi, um jogo mais aberto, mais vivo, mais disputado, com lances para ambos os lados a aparecerem com mais frequência. No entanto a Juventus já tinha mais espaço para conseguir fazer a sua magia e foi isso que fez. Começou a jogar o futebol que nos habituou.

Cancelo começou a conseguir criar oportunidades de risco e Ronaldo começou a ter as suas primeiras verdadeiras tentativas de marcar, sempre sem sucesso. Esta dupla portuguesa mostrou, no entanto, que vai ser um trunfo para a Juve ao longo do campeonato pois mostram uma criatividade e entrosamento muito boas.

Aos 75’ Mandzukic acabou por tirar proveito de mais uma boa jogada de Cancelo para aumentar a vantagem. Ronaldo também esteve na jogada, mas falhou descaradamente em frente à baliza, sobrando para Mandzukic o golpe final. Apesar de tudo o melhor jogador do mundo pouco pode fazer quando é constantemente coberto por dois e três jogadores sempre que toca na bola. Este estilo de jogo da Lazio acaba por invalidar a presença do capitão da nossa seleção, mas abre mais buracos para outros jogadores acabarem com o jogo, e a Juventus é muito mais que só Ronaldo.

Do lado oposto, Immobile foi completamente anulado pelos defesas da Juventus que não se importaram de ser duros e faltosos para impedir a estrela da Lazio de marcar. No final do jogo ganhou a melhor equipa com um bom resultado, Ronaldo mais uma vez jogou bem mas não marcou.

Onzes Iniciais:

Juventus FC: Szczesny; Cancelo, Chiellini, Bonucci, Alex Sandro; Khedira (Bentancur 85’), Pjanic (Emre Can 69’), Matuidi, Ronaldo, Mandzukic e Bernardeschi (Douglas Costa 59’).

SS Lazio: Strakosha; Wallace, Acerbi, Radu, Lulic; Milinkovic-Savic (Durmisi 78’), Leiva, Parolo (Badelj 64’), Marusic; Luís Alberto e Immobile.

Anterior1 de 3Próximo

Comentários