Anterior1 de 3Próximo

Em mais um fim-de-semana de grandes desafios nos principais campeonatos europeus, a Juventus recebeu e venceu o Cagliari por 3-1 e continua invicta esta época. A Velha Senhora soma agora 31 pontos em 11 jogos, mais seis que Inter de Milão e Nápoles.

Com algumas alterações em relação ao onze que havia jogado em Empoli, a equipa orientada por Manuel Allegri chegou ao golo logo no primeiro minuto de jogo: Dybala, com um movimento de corpo sensacional, enganou a defesa do Cagliari e, em desequilíbrio, atirou rasteiro com o pior pé, para fazer o 1-0. Apenas 47 segundos decorridos e o mago argentino já dava ares da sua graça.

Apesar da entrada a todo o gás da Velha Senhora na partida, os homens de Rolando Maran reagiram bem ao golo madrugador e iam mostrando que não estavam para brincadeiras, ao causarem muitas dificuldades à saída de bola organizada da Juventus.

Numa fase incerta do encontro, em que qualquer uma das equipas podia chegar ao golo, foram mesmo os visitantes a agitar as redes da baliza adversária: João Pedro Galvão, a beneficiar de um ressalto, aparou bem a bola no meio da área e disparou sem hipóteses de defesa para Szczęsny. O brasileiro, ex-Estoril e Vitória de Guimarães, fazia assim o terceiro da conta pessoal nesta edição da Serie A.

João Pedro Galvão (ex-Estoril e Vitória de Guimarães) fez o único golo dos rossoblu
Fonte: Cagliari Calcio

O empate, contudo, acabaria por durar apenas dois minutos: Douglas Costa cruzou para o coração da área do Cagliari e o croata Bradarić, de forma infeliz, cortou a bola na direcção da própria baliza. 38 minutos de jogo em Turim e a Juve voltava a estar na frente do marcador.

Em cima do intervalo, Ronaldo ainda atirou ao poste esquerdo de Cragno, mas o resultado não sofreria qualquer alteração até à pausa para descanso.

Na segunda parte, o Cagliari voltou a criar muito perigo perto da baliza dos da casa, com João Pedro e Pavoletti sempre em destaque. Os rossoblu, tanto do ponto de vista defensivo como ofensivo, apresentaram-se no Allianz Stadium como uma equipa tacticamente bem preparada e que não tem medo de assumir certos riscos.

Porém, Ronaldo e companhia são quem manda em Turim e, aos 87 minutos, fizeram questão de explicar isso aos rivais de Sardenha: contra-ataque rápido dos bianconeri, a bola a chegar a CR7 e o português, de forma altruísta, assistiu Cuadrado para o 3-1 final. Ronaldo, que muito procurou o golo ao longo da partida, já leva 5 assistências no campeonato italiano e é agora o jogador mais influente em Itália, com a participação directa em 12 golos (contra os 11 de Suso).

 

ONZES INICIAIS:

Juventus FC: Szczęsny, Cancelo, Bonucci, Benatia, De Sciglio; Pjanić (Alex Sandro 71’), Bentancur, Matuidi (Barzagli 83’); Douglas Costa (Cuadrado 46’), Dybala, Ronaldo.

Cagliari Calcio: Cragno, Srna, Pisacane, Ceppitelli, Padoin (Sau 80’); Bradarić (Cigarini 57’), Ionita (Farago 67’), Barella, Castro; Pavoletti, João Pedro.

Anterior1 de 3Próximo

Comentários