cab serie a liga italiana

Os Viola fizeram da jornada 6 uma jornada de mudança de líder, roubando o trono ao Rei Inter, no seu castelo. O golpe deu-se no passado domingo, com o batalhão da Fiorentina, liderado por Paulo Sousa, a entrar a matar no Giuseppe Meazza e em meia hora a resolver a guerra. Kalinic, com dois golos, e Ilicic, de penálti, bateram Handanovic, que teve uma noite desinspirada.

Um início de sonho para a Fiore e um pesadelo para os comandados de Mancini, que quando acordaram já pouco havia a fazer, sobretudo porque iriam perder um guerreiro nesta batalha. Miranda travou Ilicic, quando este estava isolado e prestes a entrar na área para bater mais uma vez Handanovic, e foi expulso.

Ora, faltavam dois terços do jogo para enfrentar e os nerazurri já estavam condenados ao fracasso, por muito que respondessem da melhor forma aos golos sofridos. Quem estava a acompanhar o jogo sabia que uma reviravolta era quase impensável, devido à forte organização defensiva dos Viola e aos seus índices de confiança e motivação, que tinham atingido o auge. Para além disso, o Inter mostrava receio em sair goleado de casa e o nervosismo não permitia que a equipa crescesse. O contra golpe da Fiorentina ameaçava o avolumar do resultado, algo que viria a acontecer na segunda parte.

Ilicic está em grande forma e ajudou à goleada Fonte: Facebook da Fiorentina
Ilicic está em grande forma e ajudou na goleada
Fonte: Facebook da Fiorentina

Os homens de Paulo Sousa foram controlando o ritmo de jogo e todos os seus momentos, surpreendendo o Inter, que estava invicto e cem por cento vitorioso. Icardi ainda reduziu para os milaneses, mas a partida era de Kalinic, que iria completar o hat-trick e uma noite de sonho.

Passo a passo, a Fiorentina vai acreditando que está pronta para voos maiores e o Scudetto pode ser um objetivo já para esta época, sobretudo se analisarmos as performances e os resultados dos principais candidatos ao título em Itália. Teremos surpresa em Maio? Vamos esperar para ver se os Viola e Paulo Sousa mantêm o bom futebol e, principalmente, a liderança.

E com a Juventus, adivinham o que aconteceu? Perdeu outra vez!

A Vecchia Signora continua em maré de azar, voltando a desiludir e a perder um jogo da Serie A. Desta vez, a derrota aconteceu no San Paolo, perante o Nápoles, com golos das duas estrelas da companhia. Higuaín e Insigne foram os protagonistas do brilharete napolitano, que mantém a Juventus a 10 pontos da liderança (partilhada por Fiorentina e Inter com 15 pontos) e no 15º lugar da competição. Já o Nápoles alcançou a segunda vitória e tem 9 pontos, subindo à 10ª posição.

Quem voltou a desiludir foi o AC Milan, que perdeu em Génova por 1-0, e está no 11º lugar, com os mesmos 9 pontos do Nápoles. Dzemailli foi o autor do golo, ao minuto 10, que derrotou os rossoneri. É impressionante a regularidade com que as equipas de topo em Itália perdem pontos e fazem com que o campeonato esteja empolgante e incerto, quanto ao grupo de líderes. AC Milan e Juventus não aproveitaram para reduzir a diferença para o Inter, mas os principais conjuntos romanos não se fizeram rogados.

A Roma venceu e goleou o lanterna vermelha Carpi por 5-1, com golos de Manolas, Pjanic, Gervinho, Salah e Digne, e a Lazio bateu, fora de portas, o Hellas Verona por 2-1. Parolo e Lucas Biglia foram os autores dos tentos que provocaram a reviravolta no jogo, depois de Helander ter inaugurado o marcador. Nesta partida, o brasileiro Maurício foi expulso por acumulação de amarelos.

Pjanic marcou na goleada e relançou a Roma na perseguição aos líderes Fonte: Facebook A. S. Roma
Pjanic marcou na goleada e relançou a Roma na perseguição aos líderes
Fonte: Facebook A. S. Roma

Assim sendo, as águias de Roma estão no 5º lugar, com 12 pontos, a 3 dos líderes, e os seus maiores rivais, capitaneados por Francesco Totti, estão logo a seguir com 11 pontos, no 7º posto.

No meio das equipas da capital está o Chievo, que foi a casa de outra surpresa da Serie A, o Sassuolo, roubar 2 pontos. Um empate a uma bola que deixa o Sassuolo a três pontos dos primeiros (4º lugar). Nota de destaque é o facto de a equipa comandada por Eusebio Di Francesco ser a única invicta na prova, depois de a invencibilidade nerazurri ter sido quebrada.

Por falar em sensações, falta falar da equipa que fecha o pódio: o Torino. A equipa de Turim, a única na prova que venceu a Fiorentina, ultrapassou o Palermo por 2-1 e alcançou os 13 pontos, num jogo que terminou reduzida a 9 elementos, por expulsão de Molinaro e Joel Obi. Até quando o Torino vai continuar no topo? Provavelmente, com o passar das jornadas, irá perder alguns pontos, mas fica o registo de uma equipa com um futebol agradável, agressivo e objetivo, e longe do chato e sonolento calcio italiano. Se puderem, vejam, porque vale a pena ver um jogo do Torino. Se o fizerem observem o potencial de um jogador: Daniele Baselli!

No outro extremo da tabela, destaco a primeira vitória do Frosinone, embalado pelo empate, na jornada anterior, na casa da Juventus. O conjunto, que subiu esta temporada, recebeu e venceu o Empoli, de Mário Rui, por 2-0, e saiu da linha de água, chegando ao 16º lugar.

Resta apenas falar de duas partidas, que tiveram o mesmo resultado, 2-1. A Udinese foi a casa do Bolonha vencer com golos de Emmanuel Badu e Dúvan Zapata e a Atalanta recebeu e superou a Sampdoria, que assim perdeu a oportunidade de chegar ao 3º lugar.

A Serie A continua ao rubro e, devido à crise exibicional e de resultados da tetracampeã Juventus, nenhum jogo tem resultado previsível. Este será, certamente, o campeonato italiano mais equilibrado dos últimos anos e a Juventus precisará de muito esforço e muitas melhorias para chegar ao penta. Fiorentina e Inter surgem como os candidatos mais fortes, mas a Roma continua a crescer e a aproximar-se. Não há seca e sonolência nos relvados italianos: uma Serie A assim vale a pena!

O JOGADOR DA SEMANA:

Nicola Kalinic: Um hat-trick no mítico Giuseppe Meazza não é para todos e logo perante um Inter em grande forma, invicto, e com apenas um golo sofrido no campeonato. Uma noite de sonho individual que permitiu ao seu coletivo chegar à liderança!

O TREINADOR DA SEMANA:

Paulo Sousa: A sua Fiorentina é a equipa mais completa e com melhores desempenhos coletivos até ao momento e está, justamente, na liderança. Mérito, muito mérito, para o treinador português, que, após uma contestação inicial dos adeptos por causa do seu passado, começa a ganhar reconhecimento. Parabéns, Paulo!

Foto de Capa: Facebook do Nápoles

Comentários