1.


Giorgio Chiellini – Formou-se no AS Livorno, representou a Fiorentina e, desde que chegou à Juventus FC em 2005, nunca mais vestiu outra camisola. Aliás, recuar até à Juventus de 2005/06 significa recordar a polémica descida de divisão do clube, que não tardou em regressar ao principal escalão. E em força! Durante praticamente toda a ligação contratual ao emblema de Turim, o defesa teve o estatuto de titular indiscutível, estatuto esse que perdeu na presente temporada na sequência de lesões (de tal modo que só fez três jogos… Mas ainda marcou um golo). Numa análise mais global, jogou nas mais diversas competições europeias e internacionais, conquistou tudo o que tinha a conquistar em Itália e tornou-se um central de referência no futebol mundial. Marcou 35 golos em 509 jogos e corre agora para chegar ao top-3 de jogadores com mais partidas realizadas pela Juventus. Pelo menos, no final do mês de junho, renovou contrato. Acabará a carreira em Turim?

Artigo revisto por Joana Mendes