Nascido em Langny-sur-Marne, nos arredores de Paris, há vinte anos, Paul Pogba vai vivendo dias de sonho com a sua consagração como vencedor do “European Golden Boy”, galardão atribuído pelo jornal Tuttosport ao melhor jogador jovem a actuar na Europa.

O troféu, que premeia jovens com menos de vinte e um anos de idade, é atribuído desde 2003. O jornal italiano faz uma pré-selecção de cerca de quarenta jogadores, que são depois votados por trinta jornalistas desportivos, que representam vinte diferentes países europeus.

Formado nas escolas do Le Havre, foi transferido para o colosso Manchester United com apenas dezasseis anos, clube onde viria a completar o seu processo de formação. Cedo deu nas vistas, o que o levou a ser chamado por Sir. Alex Ferguson à primeira equipa dos red devils. Quando se esperava que pudesse maturar e apurar as suas qualidades na equipa do norte de Inglaterra, o francês acabou por deixar o clube de Nani e seguir para a Juventus, numa transferência que se revela agora completamente acertada. Pogba começou por ganhar espaço no plantel de Antonio Conte, para depois merecer um lugar no onze, onde já é um dos jogadores mais preponderantes. Possante na forma como joga, faz uma leitura de jogo que impressiona, atendendo a tenra idade. Marca, dá a marcar e, em Turim, os tiffosi já o olham como uma das principais pérolas do balneário.

Pogba erguendo o troféu de melhor jogador jovem da Europa / Fonte: peru.com
Pogba erguendo o troféu de melhor jogador jovem da Europa / Fonte: peru.com

O “Polvo”, como é conhecido Pogba, declarou-se “lisonjeado e orgulhoso por receber tão prestigiado troféu”. O jogador francês apontou como factores para a sua vitória as conquistas do campeonato com a Juve, a chegada aos quartos de final da Liga dos Campeões, a vitória no Mundial Sub-20 e a promoção à equipa principal da selecção gaulesa.

Para o futuro próximo, Pogba espera vir a conseguir conquistar mais um campeonato pela Juventus e não fecha a porta a uma eventual conquista da Liga dos Campeões, estando, ainda assim, consciente das dificuldades extremas que envolvem a conquista do mais prestigiado título europeu de clubes.

Comentários

Artigo anteriorKing of the jungle
Próximo artigoGosto pelo jogo!
O João é um apaixonado pelo futebol, gosta de escrever e discutir a modalidade. É fã incondicional do Barça e do Napoli!                                                                                                                                                 O João não escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.