A 13 de junho de 2010, na antecâmara do Mundial da África do Sul, quando questionado se estava preocupado com a sua seca de golos, CR7 respondeu: “Para ser sincero, não estou nada preocupado. Os golos são o como ketchup: quando aparecem, é tudo de uma vez”. Eis que oito anos depois podemos pegar nestas declarações do português para o seu atual momento de forma na Juventus.

Nos dois primeiros jogos da Vecchia Signora, havia muito entusiasmo, ansiedade e frenesim sobre o que poderia fazer o astro português. Talvez pela pressão mediática e por alguma falta de adaptação, Ronaldo ainda não picou o ponto na Serie A, somando 180 minutos em branco.

Ronaldo tem tentado muito, mas continua em branco na Serie A
Fonte: Juventus FC

Haverão motivos para preocupação? Do meu ponto de vista, não. Não faltaram oportunidades, remates perigosos ou defesas extraordinárias dos guardiões contrários. No jogo contra a SSC Lazio, até falhou quase escandalosamente o desvio para o golo, acabando por fazer uma assistência involuntária para Mandzukic.

Assim que surgir o primeiro, surgirá o segundo e por aí em diante, ou não estivéssemos nós a falar de CR7. Não será a pressão mediática ou o nervosismo que o atormentarão, afinal, falta apenas apertar bem o frasco do ketchup.

Fonte: Juventus FC

Artigo revisto por: Jorge Neves

Comentários