A CRÓNICA: DÉRBI DE LOUCOS COM ESPETÁCULO MUITOS GOLOS

À sexta jornada da Liga Italiana, a capital de Itália parou para assistir a um dos jogos mais aguardados da época: o dérbi de Roma, que opôs a SS Lazio, de Maurizio Sarri e as AS Roma, de José Mourinho e Rui Patrício.

Anúncio Publicitário

No lindíssimo palco que é o mítico ‘Stadio Olimpico’ – casa que alberga as duas formações – e com um ambiente tipicamente vibrante, o encontro começou de forma muito dividida, como era de esperar, mas com o ligeiro ascendente da Lazio nos minutos iniciais. Os biancocelesti aproveitaram a boa entrada e colocaram-se em vantagem no marcador, por intermédio de Milinković-Savić, à passagem do minuto 10’.

A Roma sentiu o golo sofrido, demorando a recompor-se e a entrar novamente do jogo. Já a Lazio, em crescendo na partida, aproveitou uma recuperação de bola na sua área, para lançar um contra-ataque mortífero, que só terminou com um remate certeiro de Pedro, que ampliou a vantagem laziale, perto do minuto 20’. Depois de mais algumas boas oportunidades dos caseiros para marcar, que terminaram por não surtir efeito, seriam mesmo os visitantes a marcar e reduzir distâncias, depois de Ibañez, à passagem do minuto 41’, respondeu da melhor maneira a um canto, colocando a bola no fundo da baliza defendida por Pepe Reina.

No segundo tempo, a Roma tentou entrar bem na partida, organizada e à procura do golo, enquanto a Lazio, bem organizada, procurava defender bem os espaços e a sua baliza. À passagem do minuto 63’, em mais um lance de contra-ataque, a Lazio voltaria a marcar, desta feita por Felipe Anderson. Mas aquela que parecia ser a machadada final no resultado teve sol de pouca dura pois, apenas seis minutos depois, Veretout iria devolver a esperança aos adeptos visitantes, reduzindo da marca da grande penalidade. Com a Roma à procura do tento do empate, a Lazio ainda dispôs de algumas oportunidades para marcar, nomeadamente por Immobile, mas não conseguiu concretizar. Do outro lado, Zaniolo também cheirou o golo, mas encontrou uma muralha chamada Pepe Reina. Até ao final do encontro, o marcador não sofreu mais alterações.

Assim, com este resultado, a Lazio volta às vitórias no campeonato, passando a ocupar a sexta posição da tabela classificativa, com 11 pontos. Já a Roma, ocupa o quarto lugar, com 12 pontos, com a formação de José Mourinho a somar a segunda derrota na competição.

 

A FIGURA

Pepe Reina – Apesar de, nesta partida, ter havido grandes protagonistas, nomeadamente os autores dos golos, destaco a exibição do veterano guardião da Lazio, que foi importantíssimo para segurar a vitória da sua equipa, aguentando o resultado ao fazer excelentes defesas.

 

O FORA DE JOGO

Gianluca Mancini – O capitão da equipa romana fez um jogo francamente mau, tendo algumas culpas nos golos sofridos, tanto pelo posicionamento, como pela abordagem aos lances, e ainda, pela falta de liderança.

 

ANÁLISE TÁTICA – SS LAZIO

Os comandados de Maurizio Sarri perfilaram-se num sistema tático base em 4-3-3. Com um futebol direto e de ataque, a formação biancocelesti conseguiu, por várias vezes, surpreender a organização da Roma, principalmente no primeiro tempo, aproveitando também algumas falhas defensivas adversárias. A linha ofensiva desta equipa, com Immobile, Felipe Anderson e Pedro, foi uma verdadeira dor de cabeça para a defensiva adversária.

11 INICIAL E PONTUAÇÕES

Reina (8)

Marušić (6)

Felipe (6)

Acerbi (7)

Hysaj (6)

Milinković-Savić (7)

Leiva (6)

Alberto (7)

Anderson (8)

Immobile (6)

Pedro (7)

SUBS UTILIZADOS

Cataldi (6)

Akpa Akpro (6)

Muriqi (-)

 

ANÁLISE TÁTICA – AS ROMA

A formação orientada por José Mourinho alinhou num dispositivo tático base em 4-2-3-1. Sem aquela que é considerada a grande estrela da equipa, Lorenzo Pellegrini – de fora por suspensão -, Stephan El Shaarawy saltou diretamente para o onze inicial dos giallorossi. A equipa romana entrou muito mal na partida, cedendo bastante espaço aos homens da frente da Lazio, algo que foi fatal logo nos minutos iniciais. A nível ofensivo, sentiu-se muito a falta de Pellegrini para comandar as hostes.

11 INICIAL E PONTUAÇÕES

Patrício (5)

Karsdorp (5)

Mancini (5)

Ibañez (7)

Viña (6)

Veretout (7)

Cristante (7)

Zaniolo (7)

Mkhitaryan (6)

El Shaarawy (6)

Abraham (6)

SUBS UTILIZADOS

Shomurodov (6)

Pérez (6)

Smalling (6)

Zalewvski (6)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome