logo-BnR.png

ÚLTIMA HORA:

Será feita história na SuperLiga Chinesa

Futebol na China? Há quem não ligue ao futebol para os lados asiáticos ou mesmo quem não saiba que este existe na China. Mas existe desde 1994. No entanto, só a partir de 2002 é que a CFA (Associação Chinesa de Futebol) estabeleceu a Super Liga Chinesa, a primeira liga de futebol profissional no país, que continua em vigor até aos dias de hoje.
A primeira edição da Siemens Mobile Chinese Super League, na altura devido ao patrocínio assinado com a empresa alemã, começou em 2004 e contou com a participação de 12 equipas. O primeiro vencedor foi o Shenzhen FC, equipa que atua na China League One, segundo escalão do futebol chinês.

Depois de alguns anos entre casos de corrupção, de manipulação de resultados e de envolvimento de profissionais em apostas desportivas, eis que em 2011 a Super Liga Chinesa ganhou um novo estatuto com o movimento anti-corrupção. A partir deste ano o futebol chinês atingiu um novo patamar. Um dos grandes contributos foi o investimento feito por alguns clubes em estrelas internacionais, como Didier Drogba, Seydou Keitá ou Nicolas Anelka. Esta política de transferências não só tornou a competição mais atrativa, como também conduziu mais adeptos aos estádios chineses.

E foi precisamente nesse mesmo ano – em 2011 – que começou o reinado do Guangzhou Evergrande no futebol chinês. Primeiro com o sul coreano, Lee Jang-Soo, à frente da equipa e depois com Marcello Lippi e mais tarde Luiz Felipe Scolari a tomar as rédeas do clube, o Guangzhou venceu por sete vezes consecutivas a primeira liga. Poucos foram aqueles que tentaram fazer frente ao clube de Paulinho, Talisca e Fabio Cannavaro, técnico dos Tigres do Sul da China. Ainda assim, nos últimos anos o grande rival tem sido o Shangai SIPG, clube orientado pelo técnico português Vítor Pereira.

Oscar, Hulk e Elkeson constituem o trio de ataque do Shanghai SIPG, atual 1º classificado da CSL
Fonte: Globo

E é entre estes dois rivais que se disputa o título chinês esta temporada. Quando faltam três jornadas para o término do campeonato, Shanghai e Guangzhou encontram-se separados por apenas 2 pontos. Esta tem sido a edição mais equilibrada dos últimos anos e podemos ver história a ser feita na China. Por um lado, o Shanghai SIPG pode sagrar-se pela primeira vez campeão chinês, e logo com um português no comando técnico. Seria também uma estreia incrível para o Vítor Pereira no continente asiático. Do outro lado, podemos ver o Guangzhou a sagrar-se campeão pela oitava vez consecutiva, e com quatro treinadores diferentes.

Apesar de estar no segundo lugar, com menos dois pontos que o Shanghai SIPG, acredito que o Guangzhou Evergrande tem mais capacidade para vencer o campeonato. Para além der ser o atual campeão chinês, o clube com mais títulos e manter o melhor registo de vitórias consecutivas na Super Liga Chinesa, na próxima jornada recebe, no Tianhe Stadium, os rivais do Shanghai SIPG, naquele que será o jogo do título. De recordar que em casa e junto dos seus adeptos, o Guangzhou ainda não sabe o que é perder, daí estar mais do que preparado para levar a melhor sobre o atual primeiro classificado, o Shanghai. Mas se forem os visitantes a vencer o grande jogo, o título já não deve fugir aos Red Eagles, que fazem assim história no futebol chinês.

Foto de capa: Guangzhou Evergrande F.C

Artigo revisto por: Jorge Neves 

Desde os 6 anos que é um amante de futebol e praticante do mesmo, pelo que o conhece dentro e fora das quatro linhas. Não se considera um louco, mas sim um verdadeiro apaixonado pelo desporto rei e tem como referências desportivas, Cristiano Ronaldo e Roberto Firmino. Está a tirar licenciatura em Jornalismo.                                                                                                                                                 O Diogo escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

Desde os 6 anos que é um amante de futebol e praticante do mesmo, pelo que o conhece dentro e fora das quatro linhas. Não se considera um louco, mas sim um verdadeiro apaixonado pelo desporto rei e tem como referências desportivas, Cristiano Ronaldo e Roberto Firmino. Está a tirar licenciatura em Jornalismo.                                                                                                                                                 O Diogo escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

[my_elementor_post_nav_output]

FC PORTO vs CD TONDELA