4.

Fonte: Olympique Marselha

André Villas Boas – Na cadeira de sonho do dragão, em que obteve múltiplas conquistas em apenas um ano, foi rapidamente cogitado por vários clubes. Foi adjunto de Mourinho, e tal aspeto foi determinante no interesse do Chelsea. Mas foi tudo muito diferente do reinado de José. As suas mecânicas de trabalho foram prontamente rejeitadas pelos jogadores. Com algo a provar, as ordens do jovem treinador não foram bem aceites e talvez tenha sido isso que ditou o desfecho já conhecido por todos. Perspetivava-se claramente um outro destino ao prodigioso técnico. Até hoje, acumula experiências no Tottenham, Zenit e Marselha.