Cabeçalho Futebol Internacional

Foi recomendado por Igor Korneev, antigo internacional russo e estrela do CSKA Moscovo e do RCD Espanyol, ao FC Barcelona em 2014, mas depois de passar algum tempo nas “oficinas” de La Masia, regressou à Rússia sem se conseguir impor no emblema catalão. Amir Natkho, médio russo de 20 anos, foi por estes dias notícia após ter assinado um contrato com FC Lokomotiv Moscovo. O internacional jovem russo tinha-se mudado para Krasnodar no Verão passado para representar a formação do FC Krasnodar, mas a integração não foi fácil e este regresso à capital russa, onde já representou o CSKA Moscovo, é, de certa forma, um novo relançar de carreira, numa altura em que parecia ter caído no esquecimento.

De acordo com o website do FC Lokomotiv Moscovo, Nathko irá, de momento, representar a sua equipa de Sub-21, algo que não exclui um possível ingresso, num futuro próximo, nos comandados de Yuri Semin. É de realçar que o emblema moscovita tem uma das melhores e mais prolíficas academias de futebol da Rússia e procura actualmente voltar a criar uma segunda equipa profissional composta por jovens jogadores de qualidade, que possam vir a servir os interesses da equipa principal a curto e médio prazo.

 Amir aquando da sua passagem pelo FC Barcelona Fonte: http://fond-adygi.ru
Amir aquando da sua passagem pelo FC Barcelona
Fonte: http://fond-adygi.ru

Natkho foi, a par de Igor Korneev, o único jogador russo a representar o FC Barcelona até aos dias de hoje, mas, ao contrário do seu compatriota, Amir não conseguiu chegar até à primeira equipa do conjunto catalão. Formado na Academia de Futebol de Konoplyov, em Togliatti, de onde já saíram, por exemplo, jogadores como Alan Dzagoev, Natkho começou a dar nas vistas, com apenas 16 anos, no FC Druzhba Maykop do terceiro escalão russo, onde o seu pai era director. O seu refinado toque de bola e visão de jogo apurada faziam com que Amir se destacasse entre os demais, e desde logo se percebia que era um jogador destinado a representar clubes de outro gabarito. No Verão de 2014, quando prestava provas no FC Rubin Kazan, clube que o seu primo Bibras Nathko já havia representado, um agente, de seu nome Leonid Istrati, “desviou-o” para Barcelona.