1.

Rodri – Proveniente do Atlético de Madrid, Rodri foi a contratação mais cara de Pep Guardiola. O Manchester City FC pagou €70 milhões aos colchoneros pelo médio espanhol, valor que correspondia à sua cláusula de rescisão.

Guardiola tinha um plano aquando da contratação: transformar o médio área a área num médio defensivo. Com 1.91m, Rodri consegue aliar à sua natural força e habilidade defensiva alguma velocidade, uma boa capacidade de drible e visão de jogo.

Apesar das alterações posicionais pedidas pelo treinador catalão, o trinco já conseguiu marcar mais golos pelo Manchester City numa só temporada do que com qualquer outra camisola. Indispensável para Guardiola, Rodri já disputou 57 jogos, marcou quatro golos e assinou duas assistências pelos cityzens.

Anúncio Publicitário
1
2
3
4
5
6
Artigo anteriorAntevisão Portugal-Espanha: Dérbi Ibérico prepara Liga das Nações
Próximo artigoAnálise final da A Volta a Portugal Edição Especial
O Diogo é licenciado em Jornalismo pela Universidade Católica. Também tirou o curso de árbitro na Associação de Futebol de Lisboa. Tinha 8 anos quando começou a perceber a emoção que o desporto movia. No espaço de quinze dias, observou a família a chorar de alegria o golo do Miguel Garcia em Alkmaar, a tristeza da derrota em Alvalade contra o CSKA o ensurdecedor apoio dos adeptos do Liverpool enquanto perdiam a final da Liga dos Campeões por 3-0. Hoje, e cada vez mais apaixonado por futebol, continua a desenhar o seu percurso para tentar devolver a esta indústria tudo o que dela já recebeu.                                                                                                                                                 O Diogo escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.