3.

Puyol e Piqué – Depois de uns impressionantes 19 anos (!) a defender a camisola do FC Barcelona e de realizar um total de 663 jogos com a camisa culé, Carles Puyol anunciou a sua reforma, corria o ano de 2014. Dividiu o centro da defesa com Gerard Piqué durante seis anos.

No momento da despedida, Piqué homenageou o seu parceiro de defesa, referindo que era impossível imaginar um Barcelona sem Puyol. “Eras o meu anjo da guarda. Sei que vou sentir falta das nossas conversas nos vestiários, dos teus conselhos e sobretudo as broncas que recebia em campo. És único e irrepetível”.

Esta parceria serviu de base para a conquista de dois Mundiais de Clubes, duas Ligas dos campeões, quatro títulos Campeão Espanhol, duas Copas do Rei e quatro Supercopas da Espanha.

Anúncio Publicitário
1
2
3
4
5
6
Artigo anteriorAcabou mais uma novela deste mercado: Toni Martínez é do FC Porto!
Próximo artigoO Clube da Terra: UFC Almeirim
O Diogo é Advogado, nascido e criado no Porto. Tem um mestrado em direito do trabalho e uma pós-graduação em gestão do futebol. Adora desporto, especialmente futebol, ao qual dedico grande parte do seu tempo livre. Já participou na elaboração de um livro de direito do desporto e a sua tese de mestrado é sobre o regime jurídico dos treinadores de futebol. Começou por ser jogador, passou para treinador e agora joga novamente numa equipa de Gondomar.                                                                                                                                                 O Diogo escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.