É certo que o Futebol está em constante mudança, e hoje, para além do Futebol europeu, também o sul-americano e asiático estão a tentar mudar o seu panorama para atingirem o tal chamado “Futebol moderno”, que já se ouve na Europa. No que toca ao Futebol asiático, a vinda de jogadores com estatuto na Europa tem sido a principal forma de tornar o Futebol mais atrativo e visto por todos os amantes do desporto-rei.

No entanto, para alguns, ainda há muito trabalho a fazer para melhorar o Futebol na Ásia. Mohammed Khalfan Al-Romaithi, presidente da Autoridade Geral do Desporto dos Emirados Árabes Unidos, é um deles. No passado dia 7 de março, Al-Romaithi anunciou a sua candidatura à presidência da Confederação Asiática de Futebol (CAF) e prometeu revolucionar a confederação com uma mudança profunda no Futebol asiático. Segundo o candidato a assumir funções na presidência da CAF, o Futebol asiático merece melhor e afirmou que “chegou a hora da mudança”.

Fonte: Al-Romaithi

Aquando da sua candidatura à presidência da Confederação Asiática de Futebol, em Abu Dhabi, Mohammed Al-Romaithi apresentou um manifesto conhecido como “Making Football Fair” onde apresentou três grandes propostas de mudança que pretende implementar na génese do Futebol asiático, se chegar ao topo da confederação asiática. No fundo, o candidato prometeu uma nova era de investimento, participação e independência.

Relativamente ao investimento, Al-Romaithi apresentou um fundo de 320 milhões de dólares para desenvolver o Futebol. Outra das propostas foi fortalecer a independência das federações nacionais, com cerca de 1,8 milhões de euros, assim como desenvolver o Futebol feminino no continente asiático. Por fim, a terceira grande proposta é dar mais oportunidades para todos no Futebol, desde o amador até ao topo do Futebol profissional.

As eleições para a presidência da Confederação Asiática de Futebol estão marcadas para dia 6 de abril e o candidato dos Emirados Árabes Unidos tem fortes possibilidades (também muito pelo manifesto que apresentou em Abu Dhabi) de vencer e tornar-se o novo presidente da CAF. Agora resta-nos esperar para ver se Mohammed Khalfan Al-Romaithi vai cumprir aquilo que prometeu, se vencer, e se mudará o panorama do Futebol asiático.

Fonte: Al-Romaithi

Comentários