internacional cabeçalho

Nasceu em Skopje, no coração dos Balcãs, e dá pelo nome de David Babunski o jovem jogador que na passada semana teve direito a destaque nos principais jornais de Espanha e recebeu o devido relevo em muitos meios de comunicação um pouco por toda a Europa.

Babunski nasceu a 1 de Março de 1994 numa Macedónia que havia praticamente passado ao lado da guerra civil jugoslava, mas foi em Espanha, junto do seu irmão Dorian, actualmente ao serviço do CF Fuenlabrada, e do seu pai, Boban, um antigo internacional pela ex-Jugoslávia, que representou entre outros dois clubes do futebol espanhol, o CD Logroñés e a UD Leida, que o jovem David despoletou para o futebol. A UDA Gramenet, um clube catalão, por onde passaram entre outros o antigo treinador de FC Barcelona, Tito Vilanova, enquanto jogador, deu a conhecer ao mundo do futebol o pequeno David Babunski, que ainda antes de completar 12 anos de idade deixava já transparecer um refinado talento que não passou despercebido aos olheiros de La Masia. Depois de uma acesa disputa com os vizinhos e eternos rivais do RCD Espanyol, o FC Barcelona conseguiu convencer o atleta a mudar-se para as suas escolas de formação, isto apesar de David ter sofrido uma grave lesão na tíbia e no perónio. O jovem Babunski, um apaixonado pela equipa Culé, não hesitou um só segundo após ter recebido as propostas e deixou a modesta UDA Gramenet para se juntar ao todo poderoso Barça.

O clã Babunski – Boban, David e Dorian Fonte: uefa.com
O clã Babunski – Boban, David e Dorian
Fonte: UEFA

Apesar de ter sido um elemento extremamente influente em todas as categorias jovens do FC Barcelona, foi pela mão de Óscar Garcia que Babunski ganhou especial relevo na formação catalã, onde ao lado de Sergi Samper foi dando vida a um meio-campo, que, já por essa altura, jorrava talento. David é um médio centro organizador com um especial pendor ofensivo, que actua preferencialmente pelo centro do terreno, mas que também pode jogar pela meia esquerda, dotado de uma capacidade de passe verdadeiramente invejável, bem ao estilo do tipo de jogadores forjados em La Masia.

As boas prestações de Babunski por essa altura valeram-lhe várias chamadas de Pep Guardiola para treinar com o plantel principal ao lado de jogadores como Xavi, Iniesta e Thiago, que constituíam na época uma verdadeira inspiração para um miúdo que acima de tudo era, e continua a ser, um verdadeiro apaixonado pelo futebol.

Anúncio Publicitário

Em 2013, Babunski chegou ao Barcelona B e na temporada passada participou em 16 jogos na Liga Adelante. Babunski não terá tido, como outros dos seus companheiros, a influência desejável, numa equipa que esteve muito aquém do esperado e que acabou despromovida à 2.ª Divisão B do futebol espanhol.

Para o jovem macedónio estava na altura de dizer adeus e na passada semana, ao fim de dez anos ao serviço do emblema catalão, Babunski entendeu que estava na altura de se despedir do clube e da cidade que serviu de sua casa durante quase metade da sua vida e, antes de assinar um contrato válido por dois anos e meio com o FK Crvena zvezda (Estrela Vermelha de Belgrado), o talentoso médio decidiu redigir uma emotiva carta de despedida com o titulo ¡Hasta pronto, Barça!, dirigida ao seu antigo empregador. Trata-se de um texto longo e pleno de sentimento escrito por um jovem que, para além de jogar futebol, é também um apaixonado pelas letras, pela essência da vida e que criou o projecto Skyself, uma espécie de plataforma de conteúdos cujo propósito principal é a elevação da consciência do ser humano.

Na sua carta de despedida, David desdramatiza a sua saída do FC Barcelona e vê como normal o fim de uma relação de uma década, reiterando que dramática é a situação vivida por todos aqueles que são forçados a abandonar o seu país por motivos relacionados com guerras ou por outra qualquer tragédia: “Respecto a los numerosos mensajes de connotación dramática que he recibido, desearía remarcar firmemente que salir del Barça no es ningún drama, ni lástima, ni pena, ni fracaso alguno, ni la más diminuta causa de tristeza. Salir por obligación de tu país, tener que abandonar tu hogar y tu familia por la constante amenaza de bombas, llamas y disparos…eso si que es terrible. La pobreza, la hambruna, la destrucción medioambiental: Todo eso si es un terrible fracaso colectivo de TODOS nosotros. Una triste tragedia humana que da lástima, pena, y además carece de nuestra empatía.

David Babunski, a nova estrela do  FK Crvena Zvezda Fonte: MacedonianFooty
David Babunski, a nova estrela do FK Crvena Zvezda
Fonte: MacedonianFooty

Ao longo de toda a carta, Babunski revela uma visão da sociedade que o rodeia bastante lúcida para um jovem da sua idade e parte para esta nova aventura da sua carreira com um espírito aberto que apenas acompanha aqueles que cresceram intelectualmente com todas as experiências que vivenciaram. David é um valor seguro do futebol macedónio e, apesar de ter apenas 21 anos, já vestiu a camisola da selecção principal do seu país quase uma dezena de vezes. Este novo percurso no FK Crvena zvezda, que foi outrora um colosso do futebol do velho continente, será, sem qualquer dúvida, um teste exigente no que toca ao talento e às capacidades do jovem David, mas poderá ao mesmo tempo dar-lhe a exposição que certamente não teria ao actuar na equipa B do clube a quem na passada semana disse um sentido “até breve”.

“Esto no es una carta de despedida. Pues en un futuro, si no es como jugador será de la forma que sea, el Barça y yo volveremos a trabajar juntos en el objetivo de construir un mundo mejor a través del Fútbol!” – David Babunski

Foto de Capa: FC Barcelona

Comentários