Cabeçalho Futebol Internacional

Em Agosto de 2015, o poderoso avançado bósnio Edin Džeko mudou-se de malas e bagagens para a capital italiana para representar o AS Roma num empréstimo avaliado em cerca de 4 milhões de euros e uma cláusula de opção de compra a rondar os 11 milhões euros. O emblema romano estava decidido em contar com Džeko a título definitivo e, sem surpresas, acionou a cláusula de compra apenas dois meses após a sua chegada.

Poderá ser legítimo dizer-se que o famoso artilheiro bósnio não teve uma época de sonho ao serviço dos Lupi, mas para quem conhece a história estatística de Džeko, os parcos oito golos que apontou na Serie A na temporada passada não devem constituir motivo para preocupação. O próprio Džeko reconhece e brinca com os dados estatísticos que mostram a sua propensão para marcar mais golos na segunda época que faz ao serviço do clube, superando quase sempre por números largos a quantidade de golos obtidos na sua temporada de estreia. Em 2005, quando se mudou da sua cidade natal Sarajevo para o FK Teplice marcou apenas 3 golos em 13 jogos, mas na época seguinte melhorou significativamente o seu registo, apontando 13 tentos em 30 partidas.

Edin Džeko ao serviço da AS Roma na temporada passada Fonte: Gazzetta/ Alfredo Falcone
Edin Džeko ao serviço da AS Roma na temporada passada
Fonte: Gazzetta/ Alfredo Falcone

Essa dicotomia foi ainda mais notória quando Džeko se mudou para a Alemanha para representar o VfL Wolfsburg e passou de 8 golos na sua época de estreia na Bundesliga para uns estrondosos 26 golos em 32 jogos na temporada seguinte, tornando-o logo de imediato num dos avançados mais desejados no velho continente. Numa entrevista recente ao website do AS Roma, Edin Džeko abordou este paradigma com alguns sorrisos à mistura afirmando que a segunda temporada “…é sempre melhor…”, não esquecendo porém o facto de o futebol praticado na “Liga Italiana ser mais defensivo do que todas as outras ligas”, algo que, segundo o avançado bósnio, prejudica os avançados com as suas características.