Fyodor, agora com 26 anos de idade, está já muito à frente dos dois antigos internacionais russos e os 20 golos apontados em 28 jogos da Liga Russa (até à data deste artigo) tornam-no num jogador apetecível para qualquer emblema de topo europeu, como defende o seu agente German Tkachenko. O próprio presidente da Federação Russa de Futebol afirmou recentemente que é para ele um orgulho ver o avançado do FC Krasnodar no topo da lista de melhores marcadores, mostrando-se bastante satisfeito por ter dois jogadores de nacionalidade russa, Smolov e Artem Dzyuba, no top 4 dos goleadores da Liga Russa.

O seu antigo treinador, aquando da passagem pelo FC Ural, Aleksandr Tarkhanov contou ao website russo www.championat.com, que durante o tempo que passou em Yekaterimburgo, ele e a sua equipa técnica trabalharam muito com Smolov e conseguiram devolver-lhe a confiança que ele havia perdido. Tarkhanov afirmou também que Fyodor é um daqueles jogadores com quem tem de se construir uma relação de amizade e dar-lhe liberdade para expressar a sua criatividade dentro das quatro linhas. O homem que esta temporada orientou o PFC Slavia Sofia do escalão maior do futebol búlgaro não hesitou por um só momento em afirmar que grandes voos estão reservados para Smolov e que ele tem ainda muito para dar ao futebol russo nos próximos anos.

Para quando um Fyodor Smolov ao mais alto nível ao serviço da Sbornaya? Fonte: EuroSport
Para quando um Fyodor Smolov ao mais alto nível ao serviço da Sbornaya?
Fonte: EuroSport

Quem porventura não terá a mesma opinião é o seleccionador russo Leonid Slutsky, que continua a dar-lhe poucos minutos em jogos oficiais e que por só uma vez lhe permitiu actuar durante toda partida, quando a Rússia recebeu a Croácia em Rostov num encontro de carácter amigável disputado em Novembro passado. O talentoso avançado de Saratov não goza também, porventura, da admiração de alguns dos seus colegas de selecção, como é o caso do experiente Roman Shirokov, que num momento profundamente lamentável (um de muitos na sua já longa carreira), o apelidou publicamente de gay pelo simples facto de este ter pintado o cabelo de louro.

Smolov, no entanto, parece continuar indiferente a todo o ruído que tem sido criado à sua volta e leva já 13 golos apontados nos últimos sete encontros. Assim vai, até ao momento, a breve história de Fyodor Smolov, o improvável melhor marcador da Liga Russa.