8.


Franz Beckenbauer – De uma geração um pouco diferente, o alemão nasceu em 1945 e fez grande parte da carreira no seu país. Ao contrário dos demais que destacamos nesta lista, Beckenbauer é um defesa por natureza, que atuava como líbero, posição muito utilizada na altura.

Impressionava pela sua velocidade, inteligência, e facilidade em ler os lances antes dos adversários, o que fazia com que estivesse sempre uns metros à frente. Mas as suas qualidades não eram só a nível defensivo. A elas aliava a sua capacidade de drible e qualidade de passe e decisão, que o tornavam num grande médio de transição.

Apesar da sua posição recuada conseguiu marcar 112 golos em 856 jogos e conquistar inúmeros troféus coletivos, como o tricampeonato europeu entre 1974 e 1976.