Cabeçalho Futebol Internacional

 

A loucura que o futebol desperta em todos os seus amantes e seguidores transcende-se quando se fala da Argentina. A relação entre o país de “El Pibe” e o futebol é um poema em movimento, e digna de um qualquer romance de Ricardo Piglia.

A capital Buenos Aires, segunda maior cidade da América do Sul, logo a seguir a São Paulo, é um dos mais importantes destinos turísticos de todo o mundo. Conhecida pelos seus traços arquitectónicos de estilo europeu, e pela vida cultural, é no “Superclássico” que opõe o Club Atlético Boca Juniores e o Club Atlético River Plate que a cidade encontra o seu grande ex libris.

Interpretar este poema, que se expressa de forma apaixonante no Superclássico argentino, leva-nos a embarcar numa viagem no tempo, e a aterrar em La Boca, o mais famoso bairro da capital argentina.

Anúncio Publicitário
Bairro de La Boca com as casas pintadas com a tinta que sobrava da pintura dos navios que atracavam no antigo porto de Buenos Aires. Fonte: amusingplanet
Bairro de La Boca, com as casas pintadas com a tinta que sobrava da pintura dos navios que atracavam no antigo porto de Buenos Aires
Fonte: amusingplanet

La Boca situa-se junto ao antigo porto de Buenos Aires, nas margens do rio Riachuelo, e é conhecido pelas cores berrantes das suas casas – vermelho, amarelo, azul. Habitado sobretudo por imigrantes italianos da classe operária, este bairro está na génese da fundação dos dois gigantes argentinos.

Foto de Capa: imortaisdofutebol.com