Esta sexta-feira temos jogo grande logo à terceira jornada do campeonato ucraniano. Cerca de duas semanas depois da Supertaça, os dois maiores emblemas do país de leste voltam a medir forças.

No encontro que marcou o início da época oficial, as coisas não correram bem para a equipa orientada por Paulo Fonseca, que se viu derrotada pela margem mínima no primeiro troféu da temporada (1-0).

Quanto ao campeonato, a formação de Donetsk busca conquistar o tricampeonato, o que seria igualmente o pleno para o treinador português que, em 2016/17, abraçou o projeto que o emblema ucraniano lhe confiou e interrompeu o ‘bi’ do Dínamo de Kiev, revalidando o título na última temporada.

Prevejo, como a grande maioria dos amantes do futebol concordará, que a luta seja entre os dois clubes que já aludi. A título de exemplo, foram dois pontos os que separaram Shakhtar e Dínamo, por esta ordem, no topo da classificação, mas foram 24 os que ficaram entre o segundo e o terceiro, Vorskla Poltava, em 2017/18.

O rival de Kiev derrotou o campeão e detentor da Taça, Shakhtar, no jogo da supertaça, no passado dia 21, em Odesa
Fonte: FC Dynamo Kyiv

Com mais golos marcados e sem nenhum sofrido, a equipa de Paulo Fonseca já está no topo da classificação depois de bater Desna (2-0) e Arsenal Kyiv (3-0). Já o arqui-rival ainda não sofreu qualquer golo. Depois da vitória (1-0) na supertaça, o conjunto comandado pelo bielorusso Aliaksandr Khatskevich, que cumpre a segunda época no clube, derrotou Vorskla e FC Lviv pelos mesmos números.

Com os mesmos seis pontos, o Oleksandriya venceu Karpaty e Zorya e abeira-se dos lugares cimeiros, mas, numa altura tão inicial da temporada, não será mais do que uma situação temporária e o fosso bicéfalo entre os dois do topo e os restantes vai acabar por se solidificar com o tempo. Vorskla Poltava e Zorya, adversário do Braga na Liga Europa, são os mais fortes candidatos a ocupar o terceiro e quarto lugares mais uma vez.

Voltando ao assunto que abriu este artigo, remeto-me para o jogo que abre a terceira jornada esta sexta-feira. Dínamo Kiev -Shakhtar Donetsk. Na época passada, Paulo Fonseca venceu a Supertaça, depois perdeu em casa com o rival à segunda jornada. Este ano, a história pode repetir-se inversamente. A nossa costela portuguesa assim o deseja.

 

 

Foto de Capa: FK Shakhtar Donetsk

Artigo revisto por: Jorge Neves

Comentários