Pelos bons resultados obtidos no primeiro jogo das semifinais da Copa Libertadores da América, nesta terça-feira (24) e quarta-feira (25), Grémio e Boca Juniors são os prováveis finalistas da competição. Os gaúchos venceram o River Plate por 1 x 0 na Argentina, enquanto o Palmeiras, também na Argentina, perdeu por 2 x 0 para o Boca.

Os jogos da segunda volta das meias-finais acontecerão na próxima terça-feira (30) e quarta-feira (31) no Brasil, onde tanto o River quanto o Palmeiras precisarão fazer suas melhores partidas do ano para reverterem a situação.

River Plate 0 x 1 Grêmio

O primeiro jogo das semi-finais foi como o esperado: mais físico que técnico, com domínio ora do River, ora do Grémio, as duas equipas fizeram bons jogos. A equipa argentina foi melhor, efetuou mais passes e teve maior posse de bola (67%), no entanto pecou na eficiência. Aos 62 minutos, Michel Ferreira, que voltou recentemente de lesão, após um cruzamento preciso no canto, marcou de cabeça para o Grémio e calou o Monumental de Nuñez. Após o golo, o River ficou abalado e pouco mais produziu durante a partida.

Michel comemora gol de cabeça contra o River Plate no Monumental de Nuñez Fonte: Conmebol

Agora, o bom técnico Gallardo terá de fazer o River jogar bem mais do que jogou se quiser vencer o Grémio no Brasil. Já Renato Gaúcho, precisara apenas de um empate para levar o Grémio a sua segunda final consecutiva.

 

Boca Juniors 2 x 0 Palmeiras

Na Bombonera, onde o Boca Juniors enfrentou o Palmeiras, o jogo foi mais desigual. A equipa argentina foi superior em todos os setores e praticamente não deixou o Palmeiras jogar. Com uma proposta clara de ataque, os argentinos sufocaram a equipa brasileira e marcaram aos 83 e 88 minutos por Benedetto, que saiu do banco de reservas para mudar a história do jogo, que caminhava para um apático empate de 0 x 0.

Durante a partida foram 6 remates à baliza por parte do Boca Juniors contra vergonhosos 2 do Palmeiras. O treinador Luiz Felipe Scolari montou uma equipa defensiva que tentou explorar os contra-ataques, mas acabou levando uma “aula” tática de Schelotto, que anulou muito bem os principais jogadores do verdão, como Dudu, Moisés e Borja.

Jogadores do Boca Juniors comemoram o segundo gol na vitória de 2 x 0 sobre o Palmeiras Fonte: Boca Juniors

Mesmo em casa, na próxima semana, reverter os 2 x 0 será uma tarefa muito difícil ao Palmeiras, que com Felipão tem um perfil de jogo mais reativo. Na segunda mão o Palmeiras terá que ser mais “agressivo” e mais eficiente nos ataques. Enquanto o Boca, mais tranquilo, vai usar toda a tradição e experiência para amarrar a partida e fazer valer a boa vantagem conquistada na primeira mão.

Com as vantagens conquistadas, Grémio e Boca Juniors são os prováveis finalistas da Libertadores 2018. Mas como a História cansa de nos mostrar, o futebol é uma caixinha de surpresas, onde tudo pode acontecer ou mudar.

Foto de capa: Boca Juniors

Artigo revisto por: Jorge Neves

Comentários