Cabeçalho Futebol Internacional

Longe vão os tempos em que formava o Dúo Sacapuntos com o endiabrado Pedro Munitis ao serviço do Racing Santander, onde Nikola Zigic viveu aqueles que, porventura, terão sido os melhores anos da sua carreira futebolística.

Aos 36 anos de idade, o gigante sérvio voltou a ser notícia em Espanha, depois de durante a passada semana ter começado a treinar com o CF Torre Levante, um clube do quarto escalão do futebol espanhol, que tem as suas instalações perto da zona em que Zigic vive com a sua família. O poderoso avançado sérvio mudou-se recentemente para a cidade de Valência e depois de ter estado uma temporada sem jogar, decidiu voltar aos relvados. As notícias que chegam de Espanha apontam para que Zigic assine contrato com o conjunto valenciano na próxima semana, algo que se vier a acontecer, faz com que o CF Torre Levante se torne na terceira equipa, depois de Racing Santander e Valencia CF, que o antigo internacional sérvio representa em Espanha.

Zigic e Pedro Munitis ("Dúo Sacapuntos") no Racing Santander Fonte: Losotros18
Zigic e Pedro Munitis (“Dúo Sacapuntos”) no Racing Santander
Fonte: Losotros18

A carreira de Zigic foi desde muito cedo bastante acidentada. Embora os seus pais fossem ambos desportistas, a Zigic nunca lhe foram dadas liberdades excessivas para que abdicasse dos estudos em favor do futebol. Os seus 2,02 metros de altura colocavam Zigic na orbita do basquetebol, modalidade que a sua mãe praticou durante vários anos. No entanto, a paixão de Nikola era o futebol e apesar de ter começado a sua carreira como defesa central, cedo se percebeu a sua vocação para marcar golos e não tardou muito até avançar no terreno para fixar-se na posição de ponta-de-lança. Após ter apontado mais de uma centena de golos nos escalões inferiores do futebol sérvio em pouco mais de quatro anos, a sua carreira apenas atingiu outros patamares quando pela mão de Slavoljub Muslin (actual selecionador da Sérvia) chegou ao Estrela Vermelha de Belgrado (FK Crvena zvezda) em 2002. A veia goleadora de Zigic continuou ao serviço dos antigos campeões da Europa, onde, em pouco mais de três temporadas, apontou mais de 70 golos. Os números de Zigic faziam antever-lhe um futuro brilhante, mas apesar do interesse de outros emblemas, o poderoso avançado sérvio assinou contrato com o Racing Santander em Agosto de 2006 por valores ainda hoje desconhecidos, mas que terão rondado os sete milhões de euros.

Foi no emblemático Sardinero que Zigic viveu momentos de sonho na sua carreira. A parelha ofensiva com Pedro Munitis, os 5-1 ao Atlético Madrid e os 24 golos que apontou ao serviço do emblema da Cantábria, fizeram com que Zigic se tornasse num dos ídolos dos adeptos Racinguistas, que ainda hoje, sete anos depois da sua última passagem pelo clube, não o esqueceram.

Anúncio Publicitário