Cabeçalho Futebol Internacional

 

Quem seria o sucessor da Suécia como campeão da Europa de sub-21? Este jogo daria no final a resposta a esta questão, que será Alemanha ou Espanha. Duas das melhores seleções do Mundo tanto a nível de formação como sénior disputaram a final que na última edição foi jogada entre Portugal e a campeã em título Suécia. Para trás a seleção espanhola deixou a Itália nas meias finais, enquanto que a Alemanha derrotou a formação de Inglaterra.

Anúncio Publicitário

Iniciada a partida, foi a seleção de nuestros hermanos a dominar os primeiros minutos da mesma, instalando-se quase por completo no meio-campo adversário, à exceção de alguns rasgos ofensivos que os alemães iam realizando, e que lhes permitiram criar as primeiras ocasiões de golo do encontro, as mais evidentes por intermédio de Gnabry e Max Meyer, que chegou mesmo a enviar uma bola ao poste.

O jogo continuou com um ritmo bastante elevado, com ataques e transições bastante rápidas, e com uma ligeira superiorização alemã face aos espanhóis no jogo. Ia criando perigo quer em lances corridos quer em lances de bola parada, enquanto que o jogo da Espanha era menos vertical, com muita influência dos seus médios, como Asensio e Ceballos, dois jogadores que têm brilhado nesta competição.

A Alemanha tanto ia tentado chegar ao golo, mais do que a seleção adversária, que finalmente chegou ao golo, por intermédio de Weiser, após um cruzamento de Toljan, que cabeceou sem hipóteses para Arrizabalaga ao segundo poste, ao minuto 40.

Até ao intervalo pouco ou nada se alterou a toada do jogo e o mesmo chegou ao descanso com o 1-0, resultado que obrigava a seleção de Espanha a entrar na segunda parte com outra atitude, mais decidida e com mais objetividade.

A segunda parte decorreu sem lances a que se deva dar grande destaque, à exceção de um remate bastante perigoso, por Saúl Ñíguez, a causar grandes dificuldades a Pollersbeck.

Olhando a outros jogos desta prova, e comparando-os a este, concluo que a final foi bastante mais desinteressante, talvez pelo equilíbrio nela verificado, entre as duas melhores equipas do Campeonato da Europa.

Mérito para a Alemanha, nova campeã da Europa em sub-21, por ter conseguido evitar que o seu adversário tenha chegado com sucesso ao golo.

Foto de Capa: UEFA