O TREINADOR

Como jogador ganhou tudo, como treinador ainda tem um longo caminho a percorrer. A qualidade não está em causa, Didier Deschamps é um treinador inteligente e um bom comandante de homens. É um adepto do 4x3x3, mas para além de Lloris na baliza, Pogba no meio-campo e Griezmann na frente, não consigo arriscar o onze que irá utilizar durante o Europeu de futebol.
Deschamps tem apenas 47 anos, uma idade jovem para o posto que ocupa e um currículo muito curto. Em França já venceu tudo e conta ainda com uma série B, à frente da Juventus. Mas uma selecção é uma compilação de craques, dos melhores do país.

Capitão de equipa nas finais de 98 e 2000, Deschamps tem a ambição de conseguir agora conquistar o troféu como treinador Fonte: Goal.com
Capitão de equipa nas finais de 98 e 2000, Deschamps tem agora a ambição de conseguir onquistar o troféu como treinador
Fonte: Goal.com

Uma coisa é comandar o Marselha, outra é comandar uma selecção. Não sei até que ponto estará preparado para guiar a França até ao título; sobretudo uma França com um balneário envolto em polémica. Para além disso as suas convocatórias ‘out of the box’ não ajudam muito. Grandes jogadores ficaram de fora desta vez e se a anfitriã França cair cedo, o futuro de Deschamps ficará ali vaticinado. É a prova de fogo para o seleccionador francês.

1
2
3
4
5
6
Artigo anteriorRevista do Euro’2016: Alemanha
Próximo artigoO problema do cálculo mental
O Tomás é sócio do Benfica desde os dois meses. Amante do desporto rei, o seu passatempo favorito é passar os domingos a beber imperial e a comer tremoços com o rabo enterrado no sofá enquanto vê Premier League.                                                                                                                                                 O Tomás escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.