Esta tarde, Croácia e Islândia defrontaram-se em jogo a contar para a 3ª jornada do grupo D, do Mundial Rússia 2018. Os croatas entraram em campo com passaporte carimbado para os “oitavos”, com 6 pontos somados nas duas primeiras jornadas. Já os islandeses aina tinham esperança de segui em frente, estando no entanto, dependentes do resultado do embate entre Argentina e Nigéria.

Numa partida nem sempre bem jogada, a vitória sorriu à Croácia, por 2-1, com golos de Milan Badelj e Perisic, para a Islândia marcou Sigurdson de pontapé de penálti aos 76 minutos. Com este resultado, a Croácia faz o pleno, somou três vitórias e terminou em 1º lugar no grupo D. Pelo caminho ficaram os islandeses, somando apenas um ponto, fruto do empate diante da Argentina.

O treinador croata, Dalic, que já estava apurado para os “oitavos-de-final”, realizou algumas alterações ao seu onze, deixando no banco nomes como Rebic, Rakitic, Mandzukic. Por seu lado, o islandês, Hallgrimsson, apostou no onze que lhe dava mais garantias. Destaque para o facto da Croácia chegar a esta partida, somando 6 vitórias consecutivas e não havia sofrido qualquer golo nos últimos três jogos.

Na primeira parte, assistiu-se a uma partida, com muita combatividade e agressividade, mas pautada pelo equilíbrio a meio-campo. Num primeiro tempo, sem grandes oportunidades de golo, apenas na sequência de bolas paradas a bola rondou as balizas de ambos os lados.

Anúncio Publicitário
Esperança islandesa durou até final
Fonte: FIFA

A segunda parte, traria um jogo mais aberto e com oportunidade para as duas equipas. Ao minuto 53, a Croácia abriu o marcador depois de uma boa jogada do lado esquerdo, com Pivaric a assistir, Milan Badelj rematou de primeira, para o fundo das redes de Halldorson. Badelj que já tinha testado a meia distância, enviando um bola ao ferro da baliza da Islândia. À passagem do minuto 75, o árbitro assinalou pontapé de penálti por mão na bola de Lovren na área croata, Sigurdsson converteu e restabeleceu a igualdade no marcador. O jogo era nesta altura de parada e resposta, e ao minuto 90, Badelj assistiu Ivan Perisic, que rematou cruzado estabelecendo o resultado final.

Um bom jogo jogo de futebol, com a eficácia croata a fazer a diferença e que teve Milan Badelj em destaque, com um golo e uma assistência na partida.