Neste Mundial estarão as melhores seleções do mundo com o objetivo de conquistar o troféu mais ambicionado no universo futebolístico. Qualquer seleção candidata tem no seu plantel um grande guarda-redes, as grandes equipas começam pela defesa e sem um guardião de topo a proteger as redes será seguramente mais complicado alcançar a glória neste mundial de 2018 na Rússia.

Apesar de termos um leque extraordinário de guarda-redes presentes neste mundial não nos podemos esquecer de ausências de peso como o mítico Buffon e o fantástico Oblak que não estarão presentes pois tanto a Itália como a Eslovénia não se conseguiram qualificar. Outro dos casos é o histórico Iker Casillas que não foi convocado por Lopetegui para ingressar na seleção espanhola.

Para dar e vender, se tivermos apenas em conta a qualidade entre os postes de cada uma das seleções presentes neste mundial, podemos destacar facilmente quatro candidatos à vitória, pela qualidade na primeira escolha como pela qualidade que estará no banco de suplentes, e este é muitas vezes um fator importante. Uma lesão ou um problema de última hora podem fazer com que a segunda escolha tenha que ser chamada à titularidade e se não houver um suplente igualmente forte no banco as coisas podem acabar por se complicar.

França, conta com o titularíssimo Hugo Lloris de 31 anos que não deixa grandes hipóteses ao número dois Steve Mandanda.

Espanha, com De Gea dono e senhor da baliza dos espanhóis e sem Casillas entre os escolhos fica destinado a Pepe Reina o lugar de segunda para as redes espanholas.

Brasil, normalmente olhamos para os canarinhos apenas do meio campo para a frente mas este ano a seleção brasileira apresenta-se com um plantel bastante completo a começar pela baliza. Aqui ainda existe a duvida de quem será o titular mas seja qual for a escolha tanto Alisson com Ederson são dois guarda redes de topo como prova as fantásticas épocas realizadas por ambos.

Alemanha, não é uma novidade, a Mannschaft sempre nos habituou a guarda redes de classe mundial. Este ano parece que a titularidade será dada a Neuer mesmo sem que o guardião do Bayern de Munique tenha realizado qualquer partida esta temporada devido a lesão. A acontecer será uma situação bastante injusta e desagradável para Ter Stegen pois foi titular em todos os jogos de qualificação e fez uma época exemplar ao serviço do Barcelona.

Na segunda linha de candidatos a campeão do mundo das balizas temos Portugal, Bélgica, e Costa Rica. Sem suplentes de encher olho mas com primeiras escolhas de renome.

Fonte: FPF

Rui Patrício conta já com 69 internacionalizações pela seleção das quinas, foi um dos pilares da conquista do Euro 2016 e será seguramente peça fundamental no percurso que se avizinha.

Thibaut Courtois será o dono da baliza da Bélgica neste mundial, sem grandes dúvidas o jogador do Chelsea dá grandes garantias à sua equipa sendo atualmente considerado um dos melhores guarda redes do mundo.

Costa Rica, um natural outsider no verdadeiro campeonato mas no que toca às balizas é uma das equipas mais preparadas pois tem nada mais nada menos do que Keylor Navas à frente das redes. O guardião do Real Madrid é a principal figura da seleção costa-riquenha.

No terceiro pote se assim lhe podemos chamar temos as seleções da Dinamarca, Argentina, Polónia, Colômbia e a anfitriã Rússia.

Com nomes conhecidos mas que ficam de fora do lote dos melhores guarda redes do mundo temos, a Dinamarca com  Kasper Schmeichel, guarda redes do Leicester.

Argentina, a seleção de Messi e companhia é uma das grandes favoritas devido ao seu poderio ofensivo mas a verdade é que do meio campo para trás a qualidade não é sequer comparável e na baliza não é exceção, o escolhido deverá ser Sérgio Romero.

A Polónia conta com o experiente  Szczesny numa seleção que poderá surpreender.

A Colômbia conta com Ospina numa equipa recheada de talento, um guarda redes que não sendo um prodígio acaba por dar segurança à equipa.

Por fim a Rússia que não tendo um plantel de luxo e mesmo as suas exibições nos últimos amigáveis terem deixado os adeptos russos apreensivos, irão contar com um grande e experiente guarda redes de nome  Igor Akinfeev do CSKA Moscovo.

 

Foto de Capa: Deutscher Fußball-Bund

Comentários