Anterior1 de 3Próximo

A seleção brasileira fez seu primeiro jogo preparatório para a Copa do Mundo nesse domingo em Liverpool, Inglaterra. O adversário foi a ótima seleção croata. A Croácia tem um dos melhores meios de campos do mundo. Jogadores como Perisic, Rakitic e Modric qualificam o meio campo croata. O Brasil entrou em campo no 4x3x3. Sem Neymar, poupado, o técnico Tite escalou a seleção com três médios defensivos com a intenção de fazer um meio mais encorpado e não permitir que a Croácia trabalhasse com a bola.

O jogo começou de maneira bem equilibrada, mas a Croácia buscava sair mais para o ataque. Aos 12 minutos Modric cobrou um canto pela direita e Lovren cabeceou com o perigo à meta brasileira.

O Brasil sentiu sérias dificuldades em sair para o jogo. A Croácia montou o meio campo com cinco jogadores e dominava aquele setor.

Aos 22 minutos o Brasil chegava com perigo pela primeira vez na partida. Coutinho recebeu a bola na intermediária e arriscou para a baliza. Mas a bola saiu acima do travessão.

A partida chegou aos 30 minutos e a Croácia prosseguia melhor no relvado. Com um meio-campo muito mais técnico do que o da seleção brasileira, a Croácia se aproveitava dessa qualidade. Porém, também não conseguia criar chances reais de gol. O Brasil não atuava bem e o William ficava muito isolado na ponta direita.

Por falar no jogador, o William foi o atleta mais perigoso da seleção brasileira, porém precisava que alguém jogasse mais próximo a ele. A princípio o jogador do Chelsea era o favorito a sair no intervalo para a entrada de Neymar.

A primeira parte terminou com a seleção croata ligeiramente melhor no relvado. Os laterais brasileiros, principalmente o Danilo, pouco apoiaram. Para o início do segundo temo o técnico Tite fez uma mudança. O avançado Neymar entrou no lugar do Fernandinho. Com essa substituição o Brasil ficou mais ofensivo, porém mais exposto.

No começo da segunda parte só deu Brasil. William continuava sendo o jogador mais perigoso da seleção. Sempre pela ponta direita conseguia criar as melhores oportunidades de golo e ganhava mais força quando tinha o apoio do ala Danilo, que poderia ter ido mais o ataque.

Apesar do ligeiro domínio da seleção brasileira, o primeiro ataque com mais perigo na segunda parte foi da Croácia. Após cruzamento pela esquerda, Rebic subiu mais alto que todo mundo e cabeceou para a baliza. Alisson fez uma grande defesa e espalmou a bola.

Aos 59 minutos o Tite fez mais duas mudanças. Saíram Marcelo e Gabriel Jesus para as entradas de Filipe Luís e Roberto Firmino, respectivamente.

Com seis substituições permitidas para o jogo, o treinador brasileiro continuou fazendo suas mudanças. Aos 64 minutos sacou o defensor Miranda do jogo para colocar o Marquinhos, do PSG.

GOL DO BRASIL. Aos 67 minutos William arrancou no meio-campo, passou a bola para Coutinho que rapidamente abriu o jogo para Neymar na esquerda. Dentro da área a estrela da seleção brasileira driblou dois defensores e soltou uma bomba a baliza adversária. Um chute indefensável ao guarda-redes croata que apenas viu a bola entrar na sua meta. Brasil 1 x 0 Croácia.

Com a entrada do Neymar na segunda parte e a com uma nova formação tática, a seleção canarinho cresceu no jogo e acuou o adversário. Após o golo marcado, o Brasil continuou controlando a partida e tinha mais posse de bola.

Aos 76 minutos, Tite realizou as últimas duas substituições do Brasil. Saíram William e Philippe Coutinho para as entradas de Taison e Fred. A configuração tática da seleção permaneceu a mesma.

A superioridade brasileira se manteve e foi premiada no final do jogo. Aos 91 minutos Roberto Firmino recebeu um ótimo lançamento de Casemiro e encobriu o guarda-redes Subasic para “fechar o caixão” croata. Final de jogo Brasil 2 x 0 Croácia.

A partida foi válida e serviu de aprendizado para o Brasil. Tivemos duas partes distintas. Na primeira parte vimos um Brasil mais acanhado em campo e até perdendo o controle da bola para o adversário. Já na segunda parte, após a entrada de Neymar, a seleção mostrou um desempenho ofensivo muito melhor e com a variação tática que teve dominou o seu adversário. O próximo jogo preparatório da seleção brasileira será no próximo domingo, 10.06, contra a Áustria. 

Anterior1 de 3Próximo

Comentários