Anterior1 de 3Próximo

Al Ain FC e Real Madrid CF defrontaram-se na final do Campeonato do Mundo de Clubes de 2018, realizado nos Emirados Árabes Unidos. Depois de derrotarem o CA River Plate, da Argentina, e o Kashima Antlers, do Japão, respetivamente, os dois clubes, muito diferentes em tudo, disputaram o troféu internacional. O Real Madrid, teoricamente mais forte, foi à procura da quarta conquista nesta competição.

Vimos uma primeira parte muito pobre em termos de futebol, muito devido à grande diferença entre os dois finalistas desta edição do Campeonato do Mundo de Clubes. O Real Madrid controlou totalmente a partida, beneficiando da muita posse de bola e da experiência na ocupação dos espaços sem bola. No entanto, poucas foram as grandes oportunidades de golo para os atuais detentores da Liga dos Campeões.

Logo ao minuto quatro, Lucas Vázquez atirou ao poste da baliza do Al Ain, num lance algo confuso dentro de área. O anfitrião da competição ia tentando sair no contra-ataque, mas sempre sem grande perigo. Ao minuto 12, os visitados tiveram a melhor oportunidade da primeira parte. Hussein El Sharat fez tudo bem, mas Sergio Ramos conseguiu evitar o golo do Al Ain, com um corte em cima da linha. Na resposta, o Real Madrid chegou ao golo, depois de um excelente remate de Luka Modrić, que venceu há uns dias o famoso “Ballon d’Or”. Um minuto depois do golo espanhol, o Al Ain também marcou, mas Caio estava fora de jogo no início da jogada, que resultou num golo bem anulado por Gianluca Rocchi.

Antes do apito para o intervalo, o Real Madrid desperdiçou duas oportunidades para aumentar a vantagem. Primeiro, Karim Benzema, que esteve apagado no primeiro tempo, atirou por cima da baliza, depois de uma boa jogada de Lucas Vázquez. Depois, foi o autor do único golo até ao momento, Luka Modrić, a rematar forte no seguimento de um canto para uma grande defesa de Khalid Eisa.

O Al Ain FC foi a grande surpresa da competição. Uma grande oportunidade para o clube árabe, que defrontou um dos melhores clubes do mundo
Fonte: Al Ain FC

A segunda parte começou com um ritmo mais alto, mas foi sol de pouca dura. O Real entrou forte e com vontade de ampliar a vantagem: logo aos 53 minutos, Karim Benzema desperdiçou mais uma oportunidade de golo. Seis minutos depois, o francês teve nos pés mais uma ocasião para marcar, depois de uma combinação com o croata Modrić.

No minuto seguinte, o Real Madrid conseguiu o golo que tanto desejava. Um golaço do jovem Marcos Llorente. Depois do golo, o jogo morreu por completo e só à passagem do minuto 75 é que se assistiu a mais uma oportunidade para os anfitriões, embora sem sucesso. Por esta altura, o jogo já estava partido e, cinco minutos depois, Sergio Ramos, de cabeça, marcou o terceiro golo da partida. A vitória já não escaparia aos espanhóis.

Até ao apito final, e antes de se ver a celebração do Real Madrid, o Al Ain marcou o “golo de honra”. Depois de um livre lateral bem batido por Caio, o defesa-esquerdo japonês Shiotani fez um belíssimo golo de cabeça. E quando já se pensava na comemoração, eis que Vinicius Júnior pegou na bola e rematou à baliza, tendo a bola batido no defesa recém-entrado Nader e só parado no fundo das redes do Al Ain.

Uma vitória mais do que esperada do Real Madrid, que conquista pela quarta vez a competição. Do outro lado, fica uma excelente prestação do Al Ain, que teve uma experiência única no Campeonato do Mundo de Clubes da FIFA, realizada nos Emirados Árabes Unidos.

Onzes Iniciais

Al Ain FC: Khalid Eisa; Mohamed Ahmed (64´ Mohammed Bandar); Ahmed; Fayez; Shiotani; Doumbia; Aboudan; Abdulrahman (67’ Mohamed Abdulrahmam); El Sharat; Caio; Marcus Berg (75´Nader)

Real Madrid: Courtois; Carvajal; Sergio Ramos; Varane; Marcelo; Kross (70’ Ceballos); Modric; Marcos Llorente (82´ Casemiro); Gareth Bale; Lucas Vásquez (84´Junior Vinicius); Benzema

Anterior1 de 3Próximo

Comentários