Anterior1 de 3Próximo

A Itália começou da melhor maneira o Europeu Sub-21, derrotando a seleção espanhola por claros 3-1. A jogar em casa, na cidade de Bolonha, a seleção transalpina começou o jogo a perder mas operou a reviravolta com um bis de Chiesa e um golo de Pellegrini.

Apesar de ser a Itália a jogar em casa, foi a Espanha que assumiu o controlo do jogo desde o início. Ceballos foi dono e senhor da batuta, pautando todo o jogo da sua equipa. A seleção espanhola conseguia ter mais posse de bola que a Itália, pelo que foi sem surpresa que chegou cedo à vantagem.

À passagem do oitavo minuto, Ceballos recebeu na esquerda e, num movimento muito característico, fletiu para o centro do terreno e aplicou um remate fenomenal em arco. A bola saiu forte e colocada, entrando no ângulo superior direito da baliza de Meret, que nada pôde fazer.

Ceballos abriu o marcador com um remate fantástico
Fonte: UEFA

Com este golo madrugador, os jovens espanhóis conseguiram controlar a partida e ter mais tempo a bola na sua posse, mostrando muita qualidade na forma como a faziam circular entre si. A Itália, por seu lado, mostrava-se mais assertiva com a bola nos pés, criando algumas situações claras de golo apesar de ter menor tempo de posse de bola.

Após algumas tentativas sem sucesso, a seleção italiana chegou ao empate, colocando alguma justiça no resultado. Aos 36’, Federico Chiesa, filho do lendário Enrico Chiesa, mostrou que filho de peixe sabe nadar e marcou o golo da igualdade, numa excelente jogada individual. O avançado da Fiorentina progrediu pela esquerda, tirou Aguirregabiria do caminho e, de ângulo muito apertado, rematou para o fundo das redes.

Na segunda parte assistiu-se ao mesmo que nos primeiros 45 minutos: a Espanha circulava melhor a bola e tinha-a mais tempo na sua posse, mas não conseguia ser suficientemente esclarecida no último terço do terreno, acabando por não concretizar a maior posse de bola em golos. A Itália aparecia mais confiante após ter recuperado da desvantagem e apresentava um futebol atacante mais eficaz que o do adversário.

Chiesa bisou na partida
Fonte: Federazione Italiana Giuoco Calcio

A prova disso apareceu pouco depois da meia hora, quando Federico Chiesa voltou a marcar e confirmou a reviravolta no resultado. O atacante italiano aproveitou uma jogada muito confusa na área da seleção espanhola para bisar e colocar a seleção transalpina na frente do marcador. A Espanha ainda tentou responder e chegar à igualdade, mas foi a Itália que voltou a marcar, aos 82’, numa grande penalidade convertida com mestria por Pellegrini, fechando o resultado final em 3-1.

A seleção anfitriã começou o Europeu Sub-21 da melhor maneira e confirmou o favoritismo para esta competição. A seleção espanhola terá que melhorar bastante no capítulo ofensivo e vencer os dois jogos que lhe restam para poder sonhar com a passagem à fase a eliminar.

ONZES INICIAIS E SUBSTITUIÇÕES

Itália: Meret, Calabresi, Bonifazi (Bastoni, 88’), Dimarco, Mancini, Pellegrini, Mandragora, Barella, Zaniolo (Orsini, 43’), Chiesa e Moise Kean (Cutrone, 60’).

Espanha: Unai Simón, Aguirregabiria, Vallejo, Jorge Meré, Aarón Martin, Zubeldia (Fornals, 66’), Oyarzabal (Rafa Mir, 85’), Ceballos, Fabián Ruiz (Merino, 46’), Soler e Mayoral.

Anterior1 de 3Próximo

Comentários