Anterior1 de 3Próximo

Uma final inédita no Mundial de sub-20, com duas equipas que não eram favoritas à vitória final. De um lado a Ucrânia, que acabou a fase de grupos com sete pontos, acabando no primeiro lugar do grupo. Depois nos oitavos de final, derrotaram o Panamá por 4-1. Nos quartos de final, venceram por 1-0 a Colômbia e nas meias finais ganharam pelo mesmo resultado à Itália.

Do outro lado, a Coreia do Sul, que até começou mal, com uma derrota com a seleção portuguesa, por 1-0. No entanto, avançaram em segundo lugar no grupo, com vitórias sobre a África do Sul e Argentina. Nos oitavos ultrapassaram o Japão, ganhando por 1-0, bateram o Senegal nas grandes penalidades na fase seguinte e nas meias finais ultrapassaram o Equador, novamente por uma bola a zero.

Duas equipas bastante defensivas, com linhas muito fechadas, tentando nunca fornecer muitos espaços aos seus adversários.

No Lodz Stadium, na Polónia, foi onde as decisões foram feitas. O jogo começou logo praticamente com um lance de análise para o VAR aos três minutos de jogo. Uma pisadela do jogador coreano, Se-Yun Kim, em cima da linha da grande área, levou à marcação de uma grande penalidade para a Coreia. Desta feita, Kangin Lee, a estrela da companhia da seleção coreana, não desperdiçou a oportunidade e fez o 1-0.

Com o golo, a equipa coreana acabou por recuar muito as suas linhas e pouco fez para atacar a baliza adversária. Depois do golo, a Ucrânia pegou no jogo e dominou a posse de bola, com cerca de 66%-34% na primeira parte. Com as incursões frequentes dos jogadores ucranianos pelos flancos, a equipa da Coreia passava por momentos de maior aperto, até que o golo acabou mesmo por chegar. Aos 34 minutos, o empate apareceu por intermédio de Supriaha. O avançado já dentro da grande área coreana, a receber uma bola oriunda de um ressalto e a aproveitar para finalizar junto ao poste esquerdo da baliza defendida por Lee.

Kangin Lee foi um dos homens da 1ª parte                                                                                     Fonte: FIFA

Na segunda parte, as equipas a entrarem com um jogo muito dividido. No entanto, foi a Ucrânia a chegar ao segundo golo, aos 53 minutos, Supriaha recebeu a bola dentro da área, à semelhança do primeiro golo, a bola veio de um ressalto de um jogador coreano, atirando com um remato rasteiro para o fundo das redes. Aos 65 minutos, Viktor Korniienko atirou um remate forte à entrada da área e a bola a passar muito perto do poste direito da baliza coreana.

Com 70 minutos, Jae-Ik Lee saltou dentro da área da Ucrânia com um cabeceamento poderoso, mas Lunin fez um grande defesa e negou o empate. A Coreia tentava apertar e equilibrar o jogo, no entanto, foram sempre cometendo alguns erros na zona ofensiva do terreno, com bolas longas que resultavam em bolas perdidas. O jogo ficou muito mais aberto, depois do 2-1, mas a Coreia nunca conseguiu criar um verdadeiro perigo, sendo que a seleção ucraniana se encontrou sempre bem coesa nos seus processos, tanto defensivos como ofensivos.

Aos 89 minutos, já muito perto do fim, aconteceu o momento do jogo! Giorgi Tsitaishvili arrancou desde o seu meio campo e ultrapassou dois adversários com uma mudança de velocidade fantástica, finalizando com um remate potente para o canto inferior direito de Lee. O 3-1 acabou por matar o jogo. E depois disso as equipas já pouco fizeram e o apito final acabou por chegar.

Estava assim encontrada, a sucessora da Inglaterra (última seleção vencedora do Mundial). O melhor jogador do torneio foi Kangin Lee. Notas ainda para o excelente Mundial de Lunin, Korniienko e de Buletsa, apesar do último ter estado bastante apagado hoje. Hoje atingiu-se talvez, o momento mais marcante na história do futebol ucraniano!

ONZES INICIAIS E SUBSTITUIÇÕES:

Ucrânia: Andriy Lunin; Konoplia, Safronov, Bondar, Beskorovainyi e Korniienko; Dryshliuk, Khakhlov (sub. Chekh, 56´), Tsitaishvili e Buletsa (sub. Kashchuk, 88´); Supriaha (sub. Sikan, 63´)

Coreia do Sul: Lee; Hwang, Lee Ji-Sol, Kim H.J, Lee Jae-Ik, Jun C. (sub. Lee Kyuhyuk, 80´) ; Jung-Min, Kim S.J. (sub. Eom Won- Sang, 46´), Cho Young-Wook (sub. Jeon S, 63´); Lee Kangin e Oh Se-Hun

Anterior1 de 3Próximo

Comentários